Que aposentar que nada!
17 de setembro de 2012 POR Jojo COMENTA AQUI!

Preciso desabafar.

Domingão, tava eu lendo a edição de setembro de uma famosa revista de moda, quando me deparei com uma daquelas matérias clássicas que sempre rola quando mudam as estações. Logo na carta editorial, a revista já falava sobre a importância da edição de setembro justamente por ser um momento em que todo mundo ficava de olho em tudo que estava por vir quando os termômetros começarem a se mexer.
Enfim, lá estou eu, folheando e me atualizando, quando me deparo com a tal matéria. Resumo da ópera? “O que aposentar e o que investir na próxima estação”. Daí já torço um pouco o nariz. Acho o fim uma revista me mandar aposentar alguma coisa. Mas até aí a moda é sobre isso, né? Renovação o tempo inteiro. É isso que move a indústria. Quem sou eu pra contrariar. Continuo lendo mesmo assim. E me surpreendo ao ver um dos quadradinhos de tendências falando sobre peças com estampas étnicas.
Pois bem, muito me interessa esse quadradinho. Quem lê o blog sabe que eu tô andei entrando de cabeça na pegada étnica (lembram dos tricôs da TopMen? e do casaco da AMP?). Fui toda afoita ler o tal quadradinho que falava de peças étnicas, quando, para minha surpresa absoluta, tava lá escrito bem legível: Aposente peças étnicas.

E eu lendo a revista, atônita, falando comigo mesma: “Oi? Como assim, aposente? Tá maluca? Vou aposentar o que, minha gente? Acabei de comprar! Cês tão ficando tudo doido?” Juro que a cena é essa mesma que você tá imaginando. Eu e a revista. Tendo uma discussão. Mas, no caso, só eu falava.
Agora me fala como que é pra eu aposentar as minhas peças novinhas étnicas se eu chego lá na Zorópa e a H&M tá cheia de etnia nas araras??? Me diz! E olha que eles tão uma estação a frente da gente!!!
Juro, fiquei doidinha de revolta. Mas não vai ter Cristo que vai me fazer aposentar as minhas peças novinhas. E tenho dito! 
Então, para reafirmar a minha rebeldia, ontem resolvi fazer um look statement. Pra quem não sabe o que é statement, eu explico. É quando você que provar um ponto. É isso, simples assim. Um look com significado. Um look inteirinho estampado e cheio de etnia PB. 
A calça, inclusive, é aquela que vocês viram na viagem (que foi adquirida lá) e agora dá pra ver por inteiro. 
Pra dar uma corzinha, eu adicionai esse sapato bem moderno e pesado que acho que faz o contraponto perfeito com essa pegada etno. Fora que o amarelo acaba complementando super bem o PB.
E essa sou eu, bem feliz e em paz com as minhas peças trabalhando a todo vapor e longe da aposentadoria.
Então, se você também tá feliz e amando uma tendência, aposenta ela não! Vem compartilhar o seu apego aqui! Eu apóio!
Créditos de ontem:
Calça: H&M
Casaco: AMP
Blusa: C&A
Sapato: Doc Dog
Óculos: Asos
  • Falou e disse!!!

  • Estou numa vibe atualmente de querer as coisas depois que a moda passa. Por exemplo, comprei essa semana uma peça bordô e sei que vou usar muuuuuuuito mais agora do que antes, quando estava na muóda!

  • Sabe Jojo, com o Brasil cada vez mais criando e mostrando uma identidade na moda… nâo dá mais pra dizer que o hemisfério norte "está uma estação a frente" da gente. Além do que, com a rapidez que as informações de moda correm o mundo hoje em dia, quando chegar a "nossa vez" de usar a tendência já estaremos todos saturados de tanto ver em revistas, blogs e etc.

    De qualquer maneira, você esta certissima em não aposentar tuas peças lindas só porque uma revista falou! Enquanto tu se amar e achar a roupa linda, usa mesmo!

    Eu, particularmente, adoro comprar peças de tendencias que já passaram, deixar um tiquinho no armário (com um certo esforço, claro), e só tirar quando outra tendência tomou lugar. Só assim pra ser um pouco diferente né?!

    Acompanho teu blog desde o dia 01! Morava em Buenos Aires na época, voltei pra Floripa e agora moro em Porto Alegre. Mesmo assim ele não saiu das minhas leituras & blogs inspiração do coração. beijão pra ti!

    PS. Amei o look statement! O detalhe amarelo da sandália deu um toque muito especial 🙂

  • HAHAHAHA eu morro de rir com essas revistas, sério! Menina, aposenta nada que ela é linda!
    Mês passado eu estava vestindo uma saia azul bic, andando num shopping daqui de Recife, e escutei um comentário de uma menina ¨ALOOOO! azul bic não é mais tendência" (a saia é azul bic, ou seja lá qual for o nome). Ela falou isso baixo, mas eu estava perto, não deu para não escutar e não deu para segurar, ri na hora e na cara dela (e pior sozinha no meio do shopping). Gente, sério, moda é arte, não um novo jeito de escravidão.
    Adoro saber o que está sendo usado lá fora, tenho uma pastinha no computador com vááááários looks (muitos seus :D) para inspiração, mas na boa, nova ou não, sua calça (e outras peças nessa pegada étnica) não merece esse fim, ainda mais se você gosta dela, do mesmo jeito que eu amo minha saia.
    beijos

    Ps: primeira vez que comento aqui e já saí tagarelando haha

  • Só tenho uma coisa a dizer: adorei (o desabafo, o statement, tudo, hahahaha)

  • Vanessa Sukevicieus

    Quem foi que disse q a gente só pode vestir oq as revistas publicam???? Muito mais importante do q ser escrava da moda é ter estilo, usar oq gosta (com bom senso, claro) e principalmente ser feliz!!! Acho q vc já faz tudo isso né? Então aí vai uma dica: para de ler essas bobagens, porque elas são escritas pra pessoas consumistas, sem personalidade e sem estilo proprio!!!
    bjsss

  • curtia mais quando o guarda-roupa era limitado.

  • Anônimo

    Estou sentindo falta dos cintos. Sempre achei que o seu charme especial estavam neles!
    Beijos

  • concordo com a sua revolta. Tenho notado que as revistas e as fashionistas q ja estao ligadas na temporada seguinte se adiantam tanto que nem acabam curtindo a estação em vigência… usam a tendência do verão europeu já no nosso inverno, e cansam muito rápido! Mas quem é esperta e valoriza o seu $$$, não aposenta nada, apenas muda o jeito de usar, adequando a moda ao seu estilo próprio.

  • Anônimo

    Sinceramente. Que corte esquisito tem essa calça, hein? Estampas compõem o que chamam de design de superfície – podem encantar e distrair da má qualidade do produto ou da modelagem feia. A indústria, lá e cá, aposta muito nisso. Quanto ao casaco,tudo bem. Da calça, é que eu penso. Ficou boa não.

    • Anônimo

      Onde que o corte da calça é feio??? Até voltei na foto para examinar. Ainda mais no corpo da Jojo, hein?

  • Mayara Franca

    Hahahahaa, super concordo Jojo! Tbm odeio essas coisas, e é justamente essas opiniões que leva ao consumismo extremo. Deus me livre, né?
    Comprei uma saia longa lindissima de estampa etnica da Renner e estou amando e ela linda, e nem está totalmente paga, então vou usar é muito ainda.
    Super apoiada! Amei suas peças PB e tbm sou louca na H&M mesmo que nunca tenha entrado em uma, mas ano que vem eu entro.
    Beijo querida!

  • Foi na Elle tenho certeza!

  • Achei mara seu post Jojo. Eu super apoio a liberdade na escolha do que vestir e vc como ninguém defende essa bandeira!!! Bjos

  • Anônimo

    das produções mais lindas e carregadas de estilo do blog, apenas amei!

  • Anônimo

    Na verdade, deve ter havido uma inversão nos calendários de moda e as coisas estão chegando uma estação a frente aqui! Ora, senão vejamos…é só olharmos o couro que já invadiu os blogs brasileiros há um ano ou mais, e as ruas, e agora as coleções da Europa (mango, hm, zara) tão bombando nos detalhes em couro/pele, spikes, tachas, aplicações…outro exemplo, os amados e odiados tênis isabel marant, somente agora a HM e a Zara lançaram um modelo! Estive em Portugal em junho e não se via por lá tantos maxi colares como vemos aqui no Brasil, há mais de um ano…a zara lançou uma coleção muito tímida de maxi colares, tal como a hm…só investiu mais nessa última coleção…..são tantos exemplos! É só ver o post de 17 de setembro do blog mini saia (português) p vermos que o que é tendência lá para outono/inverno já bombou aqui do ano passado para cá (calças estampadas, couro/pele, saia lápis, loafers, blusas com detalhes, tachas, spikes….). Na vdd devemos ter "descolado" do calendário de moda europeu ou estamos mais abertas às tendências e temos chegado primeiro com essa onda de multiplicação de blogs brasileiros, que de alguma forma ajuda-nos a criar outros olhares para o que num primeiro momento torcemos o nariz!!

  • Anônimo

    Total de acordo! Assim não tem quem acompanhe. Pela moda como instrumento de individualidade e bem estar, como extensão da nossa própria personalidade. Contra a moda como instrumento de fabricação em massa de vítimas da moda àvidos pelas últimas e descartáveis tendências.
    E estampa étnica é o máximo!

  • Tati

    Haha Jojo, vc é ótima! Eu tbm fico de bode quando leio essas matérias que dizem o que a gente deve ou não usar! Fiquei um ano mais ou menos sem conseguir comprar calca jeans pq a moda era o tal do skiny, que em mim que tenho quadril largo fica horrível! Agora que o jeans flare "voltou a moda" consegui comprar umas seis calças pra tirar o atraso e vou seguir usando. Melhor ter personalidade do que andar feito um exercito uniformizado Hehe beijo!

  • Le

    Adorei Joana! Isso mesmo: quem tem que decidir se já deu ou não é o nosso estilo pessoal e se combina com ele (PONTO). Lindo o look por sinal!

    Beijos

  • Agatharossi

    Faz muito bem, ficou linda! MODA É UMA FORMA DE SE EXPRESSAR! Não de fazer o que os outros querem…
    Beijinhos 🙂

  • vixe… nem consegui achar uma estampa pra chamar de minha. hehehe

  • Nossaaa, pensei a mesma coisa quando li uma matéria em uma revista! Como assim aposentar, né?!
    Tô contigo nessa! ;*

  • carol

    Jojo, por isso que eu adoro o seu blog! O que me chama atenção em você, diferente de outras blogueiras, é justamente sua atitute diante da moda. Vc segue a moda porém, não é escravizada por ela. Nem faz propaganda de determinadas marcas que algumas peças até na promoção custam um salário mínimo! Sucesso sempre!

  • Anônimo

    Boa Jojo!!! também tive essa sensacao quando li a revista!! Eu hein, aposentar minhas estampinhas…
    E tb dizia pra aposentar a saia longa, vc viu? Acho que combina super com o verão…
    Mas enfim, a gente tem que saber "ler" essas revistas né? e usar como fonte de inspiração.
    bjs

  • Quem tem estilo proprio nao aposenta nada e nem entra em modismo….
    Eu to enjoada de ver esse colorido neon… chegou agora por aqui, enquanto a SEUROUPA como vc fala ja aposentou… já q la agora entra o outono… em resumo se agente se liga em tudo q falam por aé… vamos pirar… continue com seu estilo proprio JOJO, e seu look ficou show… beijos, Cris

  • Tive A MESMA sensação quando li a Vogue! Como assim, aposentar uma coisa que eu a recém comprei? Tão malucos né! Fiquei irada!!! Só pode ser lobby de alguma marca, não consigo crer que uma editoria de moda realmente ache que estampa etnica já deu o que tinha que dar em pleno início de primavera…

  • Anônimo

    Adorei.
    Este foi o post que, segundo a minha opinião, você demonstrou maior personalidade, evolução e independência fashionista adquirida neste último ano. Além de ARRASAR no look.
    Digno de it girl!

  • Jojô, essa revista está por fora!

    bjos

  • Anônimo

    as revistam não leem blogs de moda? Etnico ta em alta bebe!

    Acredito que é por isso blogs em geral tem crescido e aparecido tanto, antes da tendença vem o gosto pessoal.

    http://www.enjoei.com.br/

  • Hahahahahaha!!! Você é ótima! Concordo demais. As novidades são boas pra abrir o leque de opções e não pra fazer seu armário da semana passada ficar obsoleto.

    E pior que logo depois do "aposente x" costuma vir um "e adote a novidade y" que normalmente é algo que você já viu sendo adotado como novidade ano passado, ano atrasado, retrasado, nos anos 80, 60, 40…

  • Menina, semana passada eu conheci o seu blog por acaso… td bem, sei que estou parecendo uma alienada, pq pelo que li vc esteve no Fantástico e tudo, mas como no domingo a noite eu geralmente não estou em casa… enfim, quis passar aqui pra te parabenizar por essa sua iniciativa… ainda não li todos os dias da saga, mas quero e vou ler… passei por uma situação parecida no ano passado, me separei e o bendito me deixou de herança muitas dívidas, tb fiquei sem comprar praticamente nada, seria melhor se eu tivesse um guarda-roupa mais completinho como o seu, pq dai não comprava nada mesmo…rsrs… tenho certeza que com essa experiência, vc, que já se conhecia pra caramba, se conhece muito mais e está muito mais madura.. e pq não dizer muito mais criativa tb não é?! rsrs… Aprendi muito com suas dicas! Um beijão carioca pra vc e mais uma vez PARABÉNS!

  • Jornalismo de moda mais caretinha e comercial hein…=P esse povo nunca ouviu falar em diversidade de propostas não, tem que ser tudo candy color? Affff Considere não comprar essa revista na próxima edição.

  • Ai Jojo, você é um barato! To eu aqui rindo sozinha no trabalho…
    Mas concordo com vc! Não aposente nada não!
    Bjo

  • Anônimo

    Oi, querida… amo ver seu blog.. mais vou te confessar… amiga tu tá demorando demais para fazer os post… fico inquieta, todo dia entro no Seu blog e nada de atualização…. não fique com raiva de mim, mais e pq eu estou doida pra ver o que vc trouxe de novidade da ZORÓPA.. KKK (AMEI ESSE NEOLOGISMO).. BJINHO MÔNICA

  • Tb li essa revista! Hahahaha! Pensei a mesma coisa! Me recuso a aposentar minhas DUAS sandálias de salto étnico. (Isso mesmo, eu comprei logo duas…) É tão verão! Como não usar?

  • Marina

    hahhaha! é isso ai! que preguiça dessas matérias…

  • Oi, Jojo! Adorei o post. Como vc bem disse, esse 'troca-troca' é que move a indústria, mas se tanta gente por ai tentando construir novas visões e posturas de mercado, acho que é hora da moda fazer o mesmo, né não? Reduzir um pouco as compras, reciclar e reutilizar os guarda-roupas não faz mal a ninguém!
    Aliás, o que vc os provou é que pode ser um incentivo e tanto pra criatividade. 😉

  • Anônimo

    É por isso que eu gosto deste blog, aqui agente fala de moda na vida real e não de "isso pode ou isso não pode", porque no fim das contas o que vale é a pessoa se sentir bem…

    Adoro o blog…

  • Você é uma linda (:
    É isso que eu queria ter visto mais nos últimos meses e o que me faz voltar aqui!

    Agora, vem cá, tu não morreu com o calor recifense que tá fazendo em Sampa não?!

    • Anônimo

      verdade!!! não dá pra usar essas roupas faxxionistas nesse deserto que tá sp! é sair na rua, um desmaio!

  • Anônimo

    E mais uma vez vc me surpreende….Acompanho seu blog desde o dia 1 do ano sem compras, e no início amava seus looks. Mas tenho que confessar que fazia tempo que não ia com a cara das roupas que vc usava. E prá piorar eu detesto esta tendência étnica. Mas não é que AMEI seu look hj? Ficou muito linda!!! Parabéns!

  • Isso mesmo Jojo! Eu também super apoio!
    #zeropraessamateria
    Bjo bjo

  • jojô, sou daquelas que acha que moda é se vestir e se olhar no espelho se sentindo bem e linda.
    que mané aposentar nada… tou fora dessa…

    • Concordo plenamente, Gê! Moda é sobre auto-expressão e auto-estima!

  • Super concordo JoJo!
    E moda é ciclo minha gente, logo mais a mesma revista vai falar pra vc ir na loja comprar mais daquela estampa que ela mesmo mandou descartar!

  • Tati

    Adorei Jojô! Admiro sua personalidade segura e o look está lindo.. esse sapato caiu perfeitamente! Linda como sempre!Beijos

  • Jojo, custa a comentar mas dessa vez faço questão.

    Concordo plenamente. Eu amo consumir. Sou da era capitalista.
    Mas acho que tudo tem limite. E aposentar uma roupa é deixá-la de lado.

    Mas o que queria mesmo reforçar no comentário é o fato que esse negócio de "aposente tal coisa" não cola pra mim.
    Aonde fica nossa identidade? Aonde fica nosso charme único que toda mulher tem? Na revista é que não é! =D
    Melhor post do blog que me fez gostar ainda mais de ti.

    Ps: Fui no parque laje por você e me apaixonei. heheheheheh Me senti no clipe do snoop dogg. E a escola de artes visuais é legal demais.

  • Yamuna

    OLÁ!! Tinha que comentar… eu reajo exatamente igual a vc. Me revolto quando as pessoas tentar impor regras para uma coisa tão democrática quanto a moda. Sempre vejo esse "pode, não pode", tanto no quesito roupas, quanto no quesito idade. Vou explicar: outro dia vi num blog uma crítica à uma blogueira que tinha mais de 30 anos e estava de All star. Acho ridículo e acredito que a vida só tem sentido quando vc está feliz. Use o que te faz feliz, e dane-se o que vão pensar, ou falar… Achei o máximo sua experiência de não comprar e se virar com o que tinha no guarda roupa, e quer saber? Vc se saiu suuuuuper bem e provou que não precisava da roupa do momento pra ficar bem vestida. Adoro sua originalidade!!! Bjos.

  • Viviane AR – BH

    Jojo, eu tinha um montão de roupa no armário, mas sentia que não me vestia muito bem. Seu blog me ajudou muito a comprar com mais sabedoria, coisas que eu achava que nunca iam ficar bem em mim. Depois de dois meses lendo o blog e exercitando a dificil tarefa de montar os looks, acho que estou me vestindo muito melhor, pelo menos meu namorado acha. Valeu mesmo. Bj. Adoro o blog, vc tem um estilo super bacana como qual me identifico muito. (a diferença é que eu adoro botas, rsrs)

  • Tati

    Jojo, como tudo em nossa sociedade, a moda só existe em função do $$ e sua missão é gerar mais $$ para os "poderosos".
    As mulheres são influenciadas o tempo todo pela mídia e pelo nosso sistema econômico a consumir novidades.
    A cada dia se apresentam novos modismos e somos levadas a comprar tudo, tal qual um exército alienado e desesperado de consumidoras ávidas.
    Os empresários/estilistas e seus divulgadores oferecem estas novidades e nos fazem acreditar que precisamos delas, para nos enquadrarmos em certos padrões de sofisticação, requinte, glamour…
    Acabamos consumindo mesmo sem ter identificação com os produtos..

  • Silvia Maria

    Oi, Joanna!
    Sua indignação tem solidariedade!
    Confesso que me interesso por moda, mas faz um tempinho que não tenho comprado tais revistas, justamente porque me irritam esses "must have!" ou "aposente!", obrigando as pessoas a se escravizarem pela ditadura do último grito da moda. Por coincidência, a revista FILOSOFIA deste mês traz uma interessante matéria sobre a neofilia e a moda como um instrumento de alienação, quando dá a ilusão de que alguém, com seu modo de vestir, pode se tornar diferenciado no meio do rebanho social, mas na verdade apenas transfere sua capacidade de escolha para supostas "autoridades" no assunto, suspeitamente vinculadas a marcas, estilistas etc.
    Parabéns pelo blog e por este post, que provavelmente ajudará muitas pessoas a ampliarem a consciência e a autonomia sobre a própria aparência, ou mesmo a essência, que pretendem dar a conhecer.

  • Maria Carolina

    Jojo,

    Leio sempre o blog mas raramente comento. Resolvi comentar nesse post, porque além de concordar com você me gênero, número e grau, também li essa matéria e achei também bem engraçado.
    Acho que deve ser uma coisa da moda brasileira (ou de quem dita as tendências aqui) essa história de aposentar tendências "passadas", uma vez que quando você viaja a história é bem diferente, como você mesma comprovou nessas suas férias com as suas novas aquisições.
    Parece que a necessidade de homogenizar o povo que consome moda aqui é maior do que simplesmente ter a liberdade de se expressar através das roupas que você usa, independente de estar na moda ou não.
    É fácil de perceber isso simplesmente vendo alguns desfiles dos que são considerados os maiores estilistas do mundo e também as tendências que há tempos não saem do spotlight de blogs, revistas e tudo quanto é meio de comunicação que fala de moda, como o color block, que foi reinventado umas mil vezes nas últimas estações, ou o minimalismo que anda tomando conta das passarelas e mais importante, das ruas.
    Acho que ao mesmo tempo que o mercado de moda no Brasil cresce de maneira muito acelerada, de alguma forma ainda há uma certa restrição por parte das pessoas em simplesmente usar aquilo que bem entendem então fica fácil para uma revista ditar aquilo que as pessoas devem ou não usar.
    Passei o mês de julho em Nova York e pude perceber isso com muito mais clareza, quando me deparei com uma cidade na qual as pessoas realmente não estão interessadas no que você veste ou não. Lá você encontra todo tipo de pessoa com os estilos mais diversos e muitas vezes, para a minha visão ainda muito enraizada na minha nacionalidade, até um pouco esquisitos, e o melhor de tudo, essas pessoas saem com esses looks na rua e ninguém está nem ai!! Há uma certa liberdade na hora de se expressar através da moda que eu acho que nós ainda não atingimos aqui no Brasil, mas que eu espero que atinjamos e logo!!!
    Me empolguei um pouquinho com o tema, mas tudo bem.
    Adoro o blog!!
    Beijo

  • Não aposenta nada, pelo amor de Deus!
    essa calça é linda e tem mt que ser usada ainda, se for aposentar manda pra minha casa de repouso husahuahsua

  • Concordo, se a roupa ficar velhinha é só customizar. Com criatividade e vontade as roupas ficam lindas!!

    Beijinhos
    http://espelhoblond.blogspot.com.br/

  • Tô amaaaaando seus looks com calça estampada!!! Eu adoro, mas cade coragem de usar?? 🙁 Vou tentar me inspirar ( e pirar) aqui com seus looks viu? Lindos, como sempre!!
    bjs
    Larry

  • Anônimo

    também li a revista, e pensei no ato: mas a Jojo acabou de comprar coisitas étnicas! Porque eu até gosto, mas não cheguei a comprar nada, tenho uma camisa e um colar, mas bem ooold. UASZ virou referência pro: Tudo está na moda se te deixa bem!

    bjo

    Dayanny Costa

  • Nossa, mas você está certíssima.
    Se tem um motivo forte pelo qual eu prefiro zilhões de vezes os blogs de moda às revistas, é a minha total rejeição a expressões como: "esqueça", "aposente".
    Isso é imposição pra gente que não tem noção da realidade da vida, e da própria realidade do belo e da estética. Beijos!

  • Aline Caus Zuqui

    Acabei de comprar um vestido com estampa étnica e não pretendo aposentá-lo tão cedo! O que deve ser aposentado é esse tipo de matéria! 😉

  • Anônimo

    Oi Joana, também li a matéria e estranhei, concordo plenamente contigo. A moda é uma forma de expressão e se gosto de uma tendência vou usá-la enquanto me sentir bem!!!!
    Aliás, embarco para Paris a semana que vem. Tu tens alguma dica???, mesmo sabendo que tu não passaste pela França.
    Beijos da Beta- http://www.blogandocombeta.blogspot.com.br

  • Cada vez mais sou tua fã. Além de linda, inteligente de beleza!

  • Anônimo

    Tô contigo e não abro. Ontem tbm me deparei a respeito dos sneakers… o povo falando que 'ainda usando sneakers? isso já passou.' Passou pra elas que não tem. Pq eu amo o meu (Arezzo), faço looks incriveis com ele. E tanta coisa que achamos q 'não serve', mas está aiii se renovando, se recriando. Utilizando com novas tendencias. Aaah aposento NÃO. Ele sempre vai servir pra algum look, mesmo que seja agum tempo depois. (Nena https://twitter.com/Enneire)
    bjO Jojo.

  • Assino embaixo, Jojo!!! Veja aqui até umas dicas de como dá para repaginar roupas antigas:
    http://www.bolsademulher.com/estilo/customizacao-de-pecas-para-o-verao-115736.html

    ☆*¨)★.•*¨)¸.•*¨)
    (¸.•´¸.•*¨)★.¸.❤❤Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ♥ ♥ (¯`•´¸.¸.☆¨¯`♥¸¸.¸.☆❤ •´¸.•*´¨) ¸.•*¨)★

    Bjs,

    Luciana
    http://www.bazardaslulitas.blogspot.com/

    “A beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, no corpo que carrega, ou na forma que ela arruma o cabelo.
    A beleza de uma mulher deve ser vista pelos seus olhos, porque essa é a entrada para o seu coração, o lugar onde o amor mora.”

    ´¸.¸.☆¨¯`♥¸¸.¸.☆❤ •´¸.•*´¨) ¸.•*¨)★

  • Anônimo

    Queria ter dado nome aos bois mas como já deram… Ahá! Se eu aposento uma peça pq a tendência já passou, meu bem vou andar igual a Eva… E desde quando estilo é sinal de usar o que todo mundo usa? Não joguei-me na estampa étnica por gosto pessoal mas caí na de flores. E nem por decreto vou sair por aí vestida igual a uma menininha de dois anos em seus vestidinhos vaporosos azul candy, rosa candy, amarelo candy… Odeio essas cores e não tem esse estilista que convença~me do contrário. Uso o que gosto, cai bem em mim e faz sentir-me bem. 10 Jojo x 0 ELLe!

  • Ri muito com a tua narração da "briga com a revista". E sabe por que? Porque eu tive exatamente essa mesma discussão, com o mesmo quadrinho – provavelmente da mesma revista – que só foi interrompida por uma bronca da minha mãe! rs

    Não me ligo muito em étnico, mas na minha viagem comprei um vestido-que-vai-virar-blusa-por-dentro-da-calça-e-saia-com-camisa-amarrada-por-cima-quando-der-na-telha que nem se fosse crime sem direito a fiança usá-lo eu o aposentaria.

    E foi tão legal você dizer isso… Prova de que eu não sou maluca (até com a minha conversa-discussão… rsrsrs).

  • Anônimo

    A moda de hj parace que muda a cada 5 minutos, haja bolso para acompanhar.Tô sempre ligada nas tendências, mas só compro o que realmente gosto ou é atemporal. Sou de um tempo em que só se dava roupa quando ela não cabia mais na gente ou quando ficava velha…..
    Aposentar roupa ? Nem pensar…. E como vc provou para a gente, as roupas se transformam. Só dou uma olhada nos blogs e revistas para ver se tenho uma idéia diferente para usar as roupas que já tenho….. Nossa rendeu muitoooooooo !,,,,,

  • Aposentar? Enquanto eu estiver amando eu to usando, até reformo pra poder usar mais quando aparecem as marcas do tempo! Só aposento o que realmente não quero mais. As coisas novas entram e fazem uma parceria perfeita com as antigas, e ai de quem reclamar! kkkkk

  • alais

    tá tão fora de moda que a animale tá com a coleção de verão inteeeeeeeeeira étnica !
    enfim, tb acabei de chegar dos states com a mala cheia de roupa étnica e elas ainda vão rodar muuuito comigo nesse verão !!
    acho que as vezes a vogue é meio sem noção….