Um pouquinho de Buenos Aires nunca é demais
13 de dezembro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
Cheguei em Buenos no domingão e vim embora pro Chile hoje. Portanto, achei um bom momento pra contar como foram esses três primeiros dias de viagem.

Eu já vim pra Buenos três vezes antes dessa. A última foi até registrada aqui no blog, lembram? Mas essa é a primeira vez que eu venho a trabalho. Fiquei até com um medinho de não conseguir aproveitar muito, mas, por sorte, a gente teve que vir no domingo de manhã, o que me rendeu praticamente um dia todo de folga pra rodar um pouco. Nos dois dias que se seguiram, apesar das entradas e saídas de reuniões, também conseguimos tempo pra comer bem e conhecer lugares novos (o que eu nunca imaginava que fosse rolar depois de 3 vezes por aqui e, ainda por cima, numa viagem de trabalho).
Mas, vamos começar pelos looks (afinal, tô em dívida essa semana) e depois vamos às dicas.
O look do domingão foi relax. Cheguei em Buenos e tava um calor danado, então, dei conta de chegar no hotel e colocar um shortinho e blusinha pra ficar bem fresquinha pra bater perna. O clima foi totalmente navy e descomplicado, com camisa listrada e shortinho branco (novo pra substituir o meu antigo que estava todo manchado de amarelo – acho que por conta do contato com tantos protetores solares ao longo da vida).
E, como tudo era muito óbvio e básico (branco, listras, shortinho e blusa) resolvi incluir um batom bem vermelho e estrear o meu novo power acessório: o colar. Dessas coisas que eu nunca vou cansar de repetir: detalhes fazem TODA a diferença.
Nesse primeiro dia, fomos dar uma volta por Palermo, aproveitar pra almoçar no Social Paraiso (que eu tava com muitas saudades, quem não conhece, pode anotar no caderninho) e ver o que tinha de novo por lá. E aí chego na minha primeira dica nova da cidade porque é ela que dá origem ao segundo look da viagem.
Eu tava andando meio sem rumo, quando me deparo com a seguinte placa na esquina da Gurruchaga com a Santa Rosa:
Gostei do nome e da atitude. Despertou minha curiosidade na hora. A placa servia para indicar uma lojinha no meio da Santa Rosa (que é uma rua pequenininha e, claro, desperta menos atenção que as demais): a Amores Trash Couture. A vitrine não chamava muita atenção, mas resolvi entrar anyway.
Passei meia hora lá dentro e fiquei encantada com as peças básicas, porém sempre com um twist super legal. Tudo super confortável, perfeito pro dia a dia. mas sem abrir mão de um estilo muito próprio. E é ai que chegamos no vestido do look #2 de Buenos.
Ele parece basicão, né? Daquele que dá pra usar absolutamente todos os dias da vida (e dá vontade mesmo). Mas olha só a manguinha dele dobradinha com um triângulo prateado.
Achei muito maneiro e, pra mim, fez o vestidinho ganhar uma cara bem mais moderna. Na minha foto não dá pra ver o dress todo, então peguei a foto dele lá no lookbook deles só rpa vocês verem o comprimento (o me ficou um pouco mais curto porque botei com cinto).

 

E já que estamos em Palermo, tem mais duas dicas que encontrei por lá e que não tinha mencionado no post da última viagem:
– Miles Discos: uma loja de discos que fica no fundo de um bar super bacana. Olha a carinha dele aqui ó:
Paul French Gallery: a loja de decoração mais linda que eu já ví na vida. Da rua, só se vê um corredorzinho todo florido. Andando por ele, você chega na Tealosophy, uma loja de chá dessas que não poderaim ser mais charmosas. Dá pra tomar um chazinho lá mesmo, enquanto você come a torta do dia da pattisserie que fica logo em frente, a Decata.
Andando mais cinco passinhos, você chega na Paul, que é simplesmente um encanto. A loja tem de móveis a utensílios de cozinha, passando por roupa de cama, objetos de decoração, brinquedos pra criança e até roupas e bolsas para meninos e meninas. Tudo muito legal, com cara super rústica. Sabe quando você sonha que é rica e tem uma casa de campo? Pois bem, por dentro a casa de campo do seu sonho é a Paul. Dá só uma olhadinha:
Esse é só um dos ambientes do andar de cima.
Fiquei tão encantada com o lugar que passei umas duas horas lá dentro. O legal é que, mesmo se você não comprar nada, dá pra se inspirar muito com as ideias de decoração da loja.
Por último, dica de restaurante legal lá em Puerto Madero. Eu confesso que tinha um certo preconceito com Puerto Madero. Acho a região super bonita, mas nunca tinha encontrado um restaurante muito bacana por lá. A boa notícia é que essa vinda pra Buenos me fez mudar de ideia.
A dica veio do concierge do hotel e se chama Chilla, um restaurante em homenagem a sabores típicos da Argentina. O serviço é ótimo e a comida é de agradecer ao universo pela humilde existência. Vou aproveitar e encerrar o post com uma pequena amostra: um souflé de doce de leite com uma bola de sorvete de creme que eles tacam dentro do soufle assim que ele sai do forno.
Como não amar/surtar/enlouquecer/comer-tudo-em-duas-colheradas?
É isso, gente! Mais algumas razões pra visitar a Buenos querida.
Créditos look #1:
Short: Lee Loo
Blusa: TopShop
Colar: TopShop
Bolsa: Enjoei
Óculos: Ray Ban no free shop 😉
Batom: Ruby Wu
Créditos look #2:
Vestido: Amores Trash Couture
Cinto: Zara
Vesitdo: Enjoei
  • O chilla é ótimo e está entre os 50 melhores da america latina!!! Que saudades!!

  • Anônimo

    Jojo: lindo vestido. Mas não entendi: é de Palermo ou do Enjoei????? Beijo!!!

  • Anônimo

    Nossa, preconceito com Puerto Madero? Que bom que você mudou de ideia porque lá fica simplesmente um dos melhores restaurantes de carne de BsA, o Cabaña Las Lilas.