Transformers
25 de setembro de 2014 POR Jojo COMENTA AQUI!
Já tem quase um mês que o nosso projeto “6 meses, 1 vestido” começou (o que significa que falta pouco mais do que 5 meses pro casório. Yeeeeeey!). Nesse tempo, fizemos um montão de looks, usamos um monte de roupas que tavam lá engavetadas, mas eu tava sentindo falta de uma coisa: a boa e velha brincadeira de transformar peças. Vestido em saia, saia em blusa, o céu é o limite!Hoje, resolvi colocar os meus skills de transformadora de roupas em prática novamente. A peça escolhida para protagonizar a transformação de hoje é um vestido que eu acho bem fofo. Com certeza vocês vão lembrar dele desse look aqui.

Ele é dessas peças tão lindas e marcantes que gritam nas araras da loja e chamam a nossa atenção e arrebatam o nosso coração logo de cara. Você veste, no provador da loja, e pensa: “que lindo, que fofo, que caimento! Não precisa de mais nada! Quero sair assim, já com ele no corpo.” Assim como a calça de ontem, ele é aquele vestido que resolve perfeitamente no dia de preguiça que você não quer ter o trabalho de montar um look. É a peça salvadora.

Porém, por ser tão marcante e por ser um vestido, ele acaba sendo usado sempre do mesmo jeito. E aí você usa uma vez e acha lindo, usa duas e acha fofo, usa cinco e já não aguenta mais olhar pra o bichinho. E é por isso que estamos aqui hoje: para salvar o seu vestido marcante do triste destino de ser esquecido no armário depois de meia dúzia de usos!!!!

Bem, já que estamos voltando agora pro mundo das transformações, vamos começar pelo mais fácil: transformar o vestido numa blusinha charmosa. Basta escolher uma calça, jogar por cima e fazer o acabamento pro volume embaixo da calça não ficar muito marcado. Coisas importantes a serem consideradas:

– o fato do vestido ser curto facilita muito: significa menos pano pra esconder

– o fato da calça ser mais grossinha e de um tem escuro também ajuda muito. Assim, é mais difícil dela deixar transparecer a estampa que está por baixo.

– se a calça for mais folgadinha, acaba sendo mais fácil de disfarçar o volume.

Pro look de hoje eu escolhi uma calça skinny (nível de dificuldade alto!), mas como o vestido era mais curto e com um tecido mais fino, deu super certo.

Como o vestido tem uma brincadeira super boa com cores, resolvi usar isso pro resto do look todo: a calça era vermelha e o escarpin era azul.

Pra fechar, como a coisa já tava colorida demais, apostei na bolsa marrom redonda amada. Charme sem chamar muita atenção.

Então tá, gente. Só a primeira das muitas transformações que vão vir por aí nos próximos meses.

Créditos:

Vestido como blusa: Zara
Calça: Zara
Sapato: Arezzo
Bolsa: Marc by Marc Jacobs
Óculos: Zara

 

  • babo por esse vestido o/

  • Jo, e como faz pra fazer pipi? O vestido sai todo de dentro da calça e aí tem que colocar tudo lá dentro de novo? E no banheiro do escritório sem espelho? OMG!

  • Há cerca de um ano acompanho seu trabalho aqui no blog. Admiro seu bom humor e sua versatilidade. Tenho prazer em entrar aqui pra ver as novidades e me inspirar cada vez mais. Já tenho produzido minhas próprias mudancinhas no visu, as mesclagens de estampas (que eu adoro!). Acompanho outras blogueiras também, mas me identifico mais com você, que está mais próxima da minha realidade de jovem-mulher-brasileira-empregada-e-estudante, "gente como a gente", me entende? Jojo, continue se reinventando e nos inspirando cada vez mais! Um cheiro e um queijo.

  • JoJo … achei uma graça, um harmonia perfeita no look .. e mais uma vez vc me inspirou a não gastar e renovar .. !

  • A-M-E-I!
    Pena que a maioria dos meus vestidos não vão com calça. Resolvo isso com saias mais larguinhas mesmo! hehehehe

    Beijinhos
    http://www.mademoiselleparis.com.br/

  • Bel

    Eu vi esse vestido na Zara! Ele é lindo! Gostei da produção mas em mim fica complicado usar vestido pra dentro da calça. Usaria pra fora com a calça mesmo, faço isso por demais.
    http://viajesemsairdolugar.wordpress.com/

  • Nira

    Lindo! de todas as experimentações com o vestido artsy, essa foi a que mais gostei 🙂