Sexta Casamenteira: roupa de madrinha
12 de dezembro de 2014 POR Jojo COMENTA AQUI!
A sexta-feira está entre nós novamente!!!! E eu tava aqui numa ansiedade só pra 2a edição da nossa Sexta Casamenteira!!!!Desde que comecei a contar pras pessoas mais próximas que eu ia casar e que o casamento seria de dia, um monte de gente veio me perguntar sobre o que era apropriado usar num casório à luz do sol. E muita gente aqui do blog tem me mandado emails perguntando sobre roupa de madrinha. Porque madrinha tem uma responsa, né? Vai estar lá em todas as fotos, tem que fazer bonito!

Entonces, resolvi chamar uma convidada muito EXPERT em casamentos pra passar alguns ensinamentos acumulados ao longo da sua extensa experiência do ladinho de noivas e madrinhas super elegantes.

Quem acompanha o @mourajo no Instagram viu, há duas semanas, eu eu fui visitar a Emannuelle Junqueira lá no atelier dela. Quem lembra? Um monte de gente achou que eu ia fazer o vestido com ela, mas, na verdade, fui lá fazer uma consultoria com a moça sobre vestidos de madrinhas!

Todo mundo conhece os vestidos de noiva da Emannuelle. O que pouca gente sabe é que a loja dela lá nos Jardins é recheada de vestidos, saias, blusas de cores e tecidos dos mais diversos que formam a sua coleção pret-a-porter (ou seja, prontinho pra levar pra casa). O mais legal é que o estilo atemporal e cheio de personalidade da Emannuelle tá em cada pecinha.

Cheguei lá e ela me recebeu lá no provador. Eu cheia de vestido nas mãos que eu já tinha tratado de catar nas araras espalhadas pela loja.

“Manu, peguei um monte de coisa aqui. Vai me falando o que você acha?”

Peguei um vestido verde e perguntei pra ela sobre cores:

E ela disse:

Cor não quer dizer muita coisa não. Você pode estar com um vestido de cor clara e ele ser super apropriado para um casamento à noite e super inapropriado para um casamento de dia. O importante é que a cor harmonize com você e com a sua produção. Porque vestido não resolve tudo. As pessoas procuram o vestido e esquecem do resto. Tem tanta coisa que dá pra brincar pra produzir o look: um colarzão, óculos, sobreposição. E a cor precisa estar harmônica com tudo isso e com você. Mas não custa lembrar que preto não é legal pro dia e branco só serve pra noiva.

Eu tava com um vestido verde e ela falou: “Tipo esse que você tá agora. Ele é maravilhoso. E dá pra usar de dia e de noite. Tem um tom que transita bem e, ao mesmo tempo, tem uma simplicidade elegante. Mas a produção pode levá-lo mais pra um lado ou para o outro.”

Era esse aqui ó:

Lindo, confortável e com um caimento incrível (desses que faz a gente se sentir esbelta). Eu usei com um maxi colar sem nenhum brilho e óculos escuros e achei que ficou super cool pra um casório com cara de campo/fazenda no fim da tarde.

Daí a minha segunda pergunta foi sobre sensualidade. E eu amei a resposta dela:

“Sensualidade tem que ser dosada. Lembre-se de que você vai estar em posição de destaque. O ideal é lembrar o seu papel no evento e o ambiente em que você vai estar inserida (igreja, vovó sentada na frente, álbum de foto que vai ficar pra posteridade). No fim das contas, tudo é uma questão de harmonia.”

O segredo, segundo ela é valorizar uma parte do corpo. “Você tem as costas bonitas. Aposta nelas. Esse aqui vai ficar incrível.” Botei e fiquei babando. Era esse aqui ó:

Uma coisa que eu gostei muito nesse vestido foi a composição de cores. Achei o contraste entre o menta e o roxo tão legal e inusitado e tão chique e cheio d epersonalidade, tudo ao mesmo tempo. E o cintinho só veio dar uma modernizada ainda maior na história toda.

A última pergunta foi sobre acessórios. Comentei que achava que muita gente se sentia insegura em escolher acessórios, com medo de não combinar, de não ficar bem, de ficar exagerado.

E ela respondeu: “Jóia clássica é sempre um aliado nesse momento. Mas também tem a opção de você fazer o vestido ser uma jóia. Não tem nada de errado em optar por uma peça que já tenha um detalhe especial que substitua uma jóia.” Tipo esse aqui ó:

Que, na verdade, nem é um vestido. É uma saia longa e uma blusa que mais parece uma jóia. E pode isso, Emannuelle?

Niqui ela responde: “Olha como tá lindo! Claro que pode!”

É isso, meninas e madrinhas. Pode um tantão de coisa. Foco na harmonia e muita alegria. Afinal, o momento é mais que especial.

Créditos:

Vestidos e acessórios: Emannuelle Junqueira
Óculos look 1: Ray Ban

  • Oi, Jojo. Acompanho o seu blog por um tempo… Já que você anda buscando novidades por aí e carioca ao mesmo tempo, sugiro meu humilde bloguinho: http://riohilo.wordpress.com. Dicas do que fazer pelo Rio, com faixa de preço incluída (parece bem com a sua). Um abraço.