São Francisco para iniciados: Mr Holmes Bakehouse
2 de julho de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!
Há umas duas semanas eu tava super empacada sobre o que escrever por aqui. Acabei entrando no Snapchat pra pedir ajuda e ouvir um pouco do que vocês queriam ver por aqui. O retorno que recebi foi maravilhoso. Ideias ótimas, originais e super úteis pro dia a dia de todo mundo. Anotei tudo no meu caderninho de ideias e, aos poucos, elas vão aparecendo por aqui.Mas uma sugestão foi recorrente e eu tratei de colocar ela em prática logo porque, cês sabem, a voz do povo é a voz de Deus. “Sai de casa, Jô! Vai pra rua mostrar São Francisco pra gente!”. Eita, não é que vocês tem toda razão?

Eu saio bastante por aqui, aproveito muito do fato de ter uma agenda bem flexível por estar trabalhando de casa. Mas eu não queria mostrar o óbvio de São Francisco. A Golden Gate, o Fiserman’s Wharf, a Union Square, Alcatraz. Pra isso é mais fácil entrar lá no Viaje na Viagem que tem tudo e eles vão falar com muito mais propriedade do que eu.

Mas aí eu tive uma ideia: mostrar o circuito off turismo de SF. Como turista, eu sempre gostei muito de conhecer esse lado de cada cidade que visito. Ter o olhar de quem vive e não de quem visita. Saber os lugares que tão bombando entre a galera que convive com a cidade todos os dias.

E agora sou eu que tô vivendo aqui. E, depois de 4 meses por aqui acho que já me sinto à vontade pra começar a falar com alguma propriedade sobre esse lugar.

Dito isso, chegamos a esse post que inaugura uma nova tag aqui no blog: São Francisco para Iniciados. Cada post, um lugar pra descobrir por aqui. Bairros despontando agora, restaurantes novos ou antiguíssimos, lojas, salões de beleza peculiares, feirinhas de antiguidades a orgânicos. Lugares fofos, diferentes e curiosos, que não costumam aparecer nos guias de viagem, mas dizem muito sobre o que essa cidade.

Então vamos começar hoje com um lugar que eu descobri por obra do destino, numa consulta médica.

Tô lá no consultório esperando ser atendida. Eis que entra um mocinho. Novinho, cara de recém saído da faculdade. Era desses rapazes que trabalham em indústria farmacêutica e ficam indo nos consultórios pra tentar convencer os médicos a testarem (e recomendarem) seus medicamentos. Tudo comissionado, claro. Quem viu Love and Other Drugs com o Jake Gyllenhaal sabe bem do que eu tô falando (aliás, quem não viu pode tratar de ver agorinha).

O moço chega cheio de graça pras duas recepcionistas. Sorrisão e uma caixa branca bonita nas mãos. Encosta no balcão e começa: “Descobri o que é aquele lugar que sempre fica fila de manhã aqui perto!” Eis que o moço abre a caixa branca. O cheiro que sai da caixa invade todo aquele ambiente branco e asséptico e eu vejo os olhinhos das duas moças brilharem olhando pra dentro dela.

Olhei pra caixa de novo. Em letras douradas estava escrito Mr Holmes. Google.

Entrei na consulta. Saí da consulta. Andei duas quadras e parei diante de um lugar que não parecia uma patisserie, mas era.

A Mr Holmes abriu em novembro do ano passado, no Tenderloin. Um bairro decadente, conhecido até bem pouco tempo atrás como uma das regiões mais violentas de São Francisco. Fica bem no centro da cidade, pertinho ali da Union Square e do Financial District, mas abriga habitantes não tão encantadores aos olhos turísticos.

Porém, de uns tempos pra cá o bairro tem atraído mudado muito e começou a atrair atenção de investidores especialmente do comércio e do setor imobiliário. Sempre começa assim, gente jovem que se muda atraída pelos aluguéis mais em conta e pela proximidade do centro da cidade (onde a maioria trabalha). Aí começam a aparecer alguns pequenos negócios voltados pra esse pessoal jovem que foi morar lá. Aí o bairro começa a ficar mais atraente pra quem mora em outras regiões. Foi assim com o Brooklyn e o Meatpacking em NY. Foi assim com o Mission, SOMA e agora o Tenderloin aqui em SF (conto mais desses bairros nos próximos SF para iniciados).

Bem, voltando ao Mr Holmes. Trata-se de uma patisserie. Hypster em sua essência, das vitrines de vidro com escrito moderno, aos azulejos brancos na parede que servem como contraste perfeito para o neon rosa com os dizeres: “I got baked in San Francisco” (“eu fui assado em São Francisco”). Sem dúvida, um ambiente muito bem pensado pra ser moderninho e causal, jovem e cool sem ser pretensioso demais.

Entrei numa fila pequena que levava a um balcão de vidro. Ali atrás, fileiras e mais fileiras de coisas lindas e cheirosas. O cheiro da caixa do consultório. Parei em frente à atendente e perguntei o que era o carro chefe. Ela foi categórica: “O cruffin, mas acabou.”. Cruffin, minha gente, é o novo cronut. Eu explico. Cronut era uma espécie de cruza de um croissant com um donut. Coisa linda da vida que virou febre há uns dois anos aqui nos EUA. Pois o cruffin é a cruza de um croissant com um muffin. Ou seja, não tem como ser ruim esse negócio.

Aparentemente, o cronut do Mr Holmes ficou tão famoso por aqui que todo dia tem fila na porta às 8 da manhã pra conseguir colocar as mãos na fornada do dia.

Como eu cheguei às 11, não foi dessa vez. Tive que me contentar em escolher entre as outras coisas. Tipo o donut recheado de creme de amendoim, ou a amélie, um folhado doce que derrete na boca.

 

 

 

Eu acabei comprando um monte de coisas pra ir provando. Lá mesmo, comi um folhado de alcachofra e queijo. Comprei um outro de cogumelos e queijo que levei pra casa e comi no almoço com uma saladinha (ficou sensacional). E comprei dois doces: uma amelie (esse que falei aqui em cima) e um muffin de framboesa.

 

Se você tá vindo passar uns dias aqui, a minha dica é comprar vários passar numa lojinha de conveniência, comprar um vinho e uma saladinha e levar pra fazer um piquenique em um dos parques lindos espalhados por toda a cidade.

Ah! E quando você compra 6 ítens ou mais, eles vêm nessa caixa fofa (a mesma do moço do consultório). Pra ficar ainda mais fácil de carregar as guloseimas, também dá pra comprar a sacola fofa (com os mesmos dizeres em neon na parede).  Afinal de contas, dieta nas férias não combina, né?

 

 

 

A Mr Holmes fica na Larkin St 1042 e abre todos os dias. Durante a semana eles abrem às 7am e nos fins de semana às 8am. A loja fecha quando o estoque do dia acaba.

Bem, espero que vocês tenham gostado da nossa nova tag! E se você já veio aqui e também tem dicas espertinhas da cidade, conta pra mim que eu vou lá conferir.

 

 

Tags:
  • Já passei a dica para minha irmã que está indo para São Francisco semana que vem!

  • Karol Reinoso

    Oi, Jô, tudo bem? Sempre venho aqui, mas nunca comentei…sou aquela expectadora silenciosa dos blogs,rs! Mas sempre curto esse momento, de me inspirar com seus looks e idéias, adoro gente criativa! Sou do Rio, e estou indo pra Califórnia em agosto, tudo indica que estarei em SF por volta de 3 a 10/08, se quiser fazer um piquenique, vou adorar te conhecer!
    BJs, Karol

  • Oi Jojo, adoro seu blog e também te acompanho no instagram, vejo que está passeando em quase todos os lugares que eu já fui também, eu moro aqui na Bay Area, mais precisamente em Berkeley já faz uns nove meses, estou escrevendo aqui para te dar uma dica, caso voce ainda nao foi, acredito que valha muito a pena, bom pelo menos eu gostei muito, é o tour no Armory (quase ninguem sabe desse tour) o Armory fica na Mission e de cara voce pode conhecer o bar do studio que fica no outro lado da rua, uma bar muito peculiar. Bom espero que goste, caso ainda nao conheça essa é a minda dica. Beijos

  • Anônimo

    Amiga,

    você sabe que "baked" é uma gíria pra "chapado", né? Sobre quem está sob efeito de maconha. É um trocadilho com a "padaria" e, exatamente por ser um lugar de comida, provavelmente é lugar de larica!

    Só pra avisar ;D

  • Anônimo

    Não gostei desse post cheio de foto de comida.

    Fiquei com inveja! kkkkkkk.

    Bjs, parece uma delícia o lugar!

    Ju Freitas

  • Jojo, te acompanho faz tempo, mas é a primeira vez que deixo um comentário aqui. Adoro teu trabalho, acho ultra criativo e diferenciado. Teus looks são lindos e tu escreves muito bem! Amei essa nova tag! Vou para SF em outubro e estou adorando as dicas 🙂 bjos e sucesso!!

  • Jo, "baked" é gíria para "marolado", quem fuma maconha. Logo, "I got baked in San Francisco" é um wordplay. Mas você sabe disso, né?

  • Jojo, pq vc fez isso com a gente??? Meu Deus… tô babando… desejando… com fome, muita fome só de olhar essas fotos! Amei o post.
    Bjus

  • Faltou os preços! Bjs

  • Pingback: São Francisco caminhando: da Union Square ao Castro – Dear World,()