10 achados deliciosos na Vila Madalena
28 de novembro de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!

Quem acompanhou esses meus dias de Brasil no Instagram ou no Snap com certeza reparou: eu quase não saí da Vila Madalena.

Pra quem me conhece isso deve soar bem estranho. Eu nunca fui muito de andar por ali. Achava confuso e, confesso, o sobe e desce das ladeiras me irritava um pouco. Mas não tem ditado mais certo do que esse: o mundo dá voltas. E dia 02 de novembro, quando eu cheguei em Guarulhos, me peguei entrando no táxi e falando: “A gente vai pra Vila Madalena.”

Eu poderia ter só ficado hospedada lá, na casa de uma das minhas melhores amigas. Mas o destino quis que eu e a Vila realmente ficássemos mais chegadas. Logo na primeira semana da viagem, eu tive que ir até a Rua Girassol, onde fica a loja da Ju (Bicudo). Era pertinho e eu fui a pé, olhando o bairro de manhã, ainda calmo, ainda fresco. Durante esse mesmo dia, por conta das fotos todas que a gente tinha que tirar, andamos sem rumo pelo bairro, descobrindo as paredes bonitas que poderiam servir de fundo.

Ao longo dos 20 dias eu devo ter passeado pela Vila mais um tanto de vezes. As primeiras por obrigação, as últimas por opção mesmo.

A verdade é que descobri um bairro além dos bares barulhentos que haviam me marcado a memória. Descobri um bairro diurno, cheio de lojinhas charmosas e pessoas simpáticas, todas conhecidas umas das outras. Um bairro com cara de cidade pequena bem ali no meio de São Paulo.

Dito isso, resolvi que um guia de achadinhos da Vila daria um bom post pré fim de semana. Né? Programinha gostoso pra um sábado preguiçoso.

Bem, como eu não sou nenhuma expert em Vila Madalena (apesar do recente entusiasmo com o bairro), resolvi chamar quem entende pra me ajudar com a tarefa de montar o guia. E eis que entra a Taisa, uma moça linda, doce e toda cheia de estilo. Ela trabalha no bairro (é responsável por todo o marketing da Ju) e sabe daquelas ladeiras como ninguém.

Dito isso e sem mais delongas, aqui vai a nossa listinha de achados da Vila.

1. MyFots

Vou começar puxando o saco das amigas. Eu já falei da MyFots aqui no blog (e semana que vem vou falar de novo!). A verdade é que a Tati (dona da marca) é minha amiga, mas, se não fosse, eu seria fã da marca do mesmo jeito. A MyFots é atemporal, minimalista, gostosa de usar, feita pra essa vida louca que a gente leva.

Fora isso, a MyFots ainda tem uma seleção incrível de peças de decoração (incluindo os penduradores de corda lindos da Dre Magalhães).

Captura de Tela 2015-11-27 às 17.15.01

2. Flavia Aranha

Ainda no assunto moda atemporal, linda e gostosa de usar. O trabalho da Flavia é frescor puro, do design aos tecidos. Mas o mais legal é a alma desse trabalho todo. Apaixonada por processos naturais de tingimento, a estilista viaja Brasil afora buscando novos técnicas com mestres tintureiros de diferentes regiões. Hoje, Flavia ainda mantém parceria com mais de 30 projetos que colaboram com sua produção. Entre eles, o Oficina dos Anjos, em que pacientes do Centro Psicossoacial de Itapeva desenvolvem peças de tricô feitas à mão.

Captura de Tela 2015-11-27 às 17.50.48

3. Satiko + Isabel

Arquitetas de formação, Satiko e Isabel são mãe e filhas unidas pelo gosto por uma moda feminina e atemporal (eita que essa palavra tá saindo bem aqui hoje).

Captura de Tela 2015-11-27 às 17.59.05

4. Chapéu

Uma marca paulistana que ama a praia. A Chapéu é urbana, moderna, minimalista. Bem diferente do que a gente tá acostumado quando pensa em “moda praia”. A inspiração pras coleções vem da arte, do cinema, do design. A proposta é oferecer um produto original, com personalidade e que fuja do massificado.

Captura de Tela 2015-11-28 às 02.31.59

5. Fernanda Yamamoto

O desfile da Fernanda no SPFW foi uma coisa linda de se viver (e não fui só eu que achei). Mas o que encanta mesmo no trabalho da estilista é o processo. Da inspiração, ao envolvimento com as rendeiras da Paraíba, aprendendo e inovando juntas, da paciência de produzir as peças à mão, ao tingimento artesanalmente. Tudo 100% nacional.

Captura de Tela 2015-11-28 às 03.31.38

6. Estúdio Manus

Mudando de assunto um tiquinho, passamos de moda para decoração. O Estúdio Manus é uma mistura de ateliê, loja e galeria, com objetos lindos e super especiais fabricados em séries limitadas em parceria com artesãos e pequenas indústrias. Lugar ótimo pra descobrir coisas peças cheias de personalidade pra casa.

Ah! E eles também alugam objetos pra ambientação de eventos!

Captura de Tela 2015-11-28 às 03.55.05

7. Kimi Nii

Formada em desenho industrial, Kimi Nii começou a produzir cerâmica na década de 70. Suas criações respeitam trdições milenares que ela trouxe de suas origens orientais, mas sua inspiração passa muito pelo modernismo brasileiro. O resultado são objetos simples e cheios de elegância.

Captura de Tela 2015-11-28 às 04.30.20

8. Calu Fontes

O trabalho da Calu é de encher os olhos. Na verdade, antes mesmo de ver o trabalho dela, a loja já é de encher os olhos. Um cantinho com cara de Jardim Secreto numa rua charmosinha e calma. Aí você dá de cara com as cerâmicas e azulejos que a moça faz. Pequenas obras de arte, estampados com mandalas, orixás, elementos da natureza, todos convivendo em harmonia. Lindo, lindo e cheio de significado.

Captura de Tela 2015-11-28 às 04.55.30

9. Ameise Design

A Ameise, em teoria, é uma loja de móveis infantis, mas só em teoria. A marca nasceu do desejo dos arquitetos Luciana e Diego de presentear um amigo com um berço que fosse mais interessante. Não encontrando o que buscavam, eles resolveram produzir o tal do berço. Em 2012, a Ameize surgiu como uma alternativa bacana de móveis infantis com uma carinha mais contemporânea e original. Mas a verdade é que boa parte das peças funciona pra todas as idades (as luminárias são incríveis).

Captura de Tela 2015-11-28 às 05.15.45

10. Le Jardin Secret

Depois de passear bastante, subir e descer as ladeiras do bairro, nada como uma paradinha no Le Jardin Secret, um lugarzinho meio patisserie, meio café, meio chá da Alice no País das Maravilhas, com delícias fora desse mundo de tão maravilhosas. Dá pra comer lá, levar pra casa, comprar de presente pros amigos ou encomendar pra algum evento. Vale cada caloria.

Captura de Tela 2015-11-28 às 05.27.27

Pronto. Se você mora em São Paulo, então taí uma programação inteirinha de um sábado delicioso. E se você mora em algum outro lugar, deixa anotado na agenda mais esse motivo gostoso pra visitar a cidade qualquer dia desses.

Eita que deu até saudade!

 

 

 

 

Tags:
  • Taisa Maciel

    Jojo querida, foi um prazer enorme dividir com você algumas das minhas marcas favoritas aqui da Vila! <3 Amei o post! Obrigada 🙂 beijossss

  • As dicas são ótimas, os produtos são lindos, só os preços que não são tão convidativos, né?
    🙁