Achadões: o encanto da Biombo
7 de junho de 2016 POR Jojo COMENTA AQUI!

Quem esteve por aqui nas últimas semanas já deve estar sabendo que o Achadões, a nossa coluna amada, evoluiu. Ao invés de uma simples listinha de coisas pra comprar, o novo Achadões é um espaço pra prestigiar marcas 100% brasileiras. A ideia é mostrar o trabalho de gente bacana, empreendedora e do bem, que tá botando a mão na massa e produzindo coisas lindas, empregando gente e acreditando na economia do nosso país.

Semana passada a gente falou da Adriana Meira, marca que leva o nome da própria estilista, uma mulher tão querida quanto talentosa.

Pois essa semana o Achadões tem o prazer de apresentar a Biombo.

Eu conheci a Biombo há pouco mais de um ano, um pouquinho antes de me mudar pra Califa. A Mônica Xavier, nome por trás da marca, é amiga de uma amiga e mandou um email querido pra mim contando sua história. Mas, véspera de mudança, sabe como é né? A vida tava uma loucura e a gente acabou perdendo o contato.

Eis que, duas semanas atrás, a Biombo ressurge na minha vida na forma de uma enxurrada de comentários de leitoras que queriam ver a marca brilhar aqui no Achadões. E cá estamos.

Vamos começar pelo começo. A Biombo nasceu da cabeça e do coração da Mônica, engenheira de produção por formação, curiosa por natureza. Para Mônica, tudo no mundo ganha ares de encantamento. Arte, natureza, coisas do cotidiano, relações humanas. Em suas mãos, tudo vira inspiração.

Sua coleção mais recente é um belo exemplo disso. Hermengarda foi inspirada na avó de seu namorado, uma mulher forte, determinada e que dedicou incontáveis horas de sua vida à arte da costura.

Assim como acontece em todas as coleções, a mais recente foi inteirinha produzida no Brasil com um cuidado todo especial na escolha de cada fornecedor. Dos cortadores aos modelistas e costureiras. Tudo pra continuar transformando seus encantamentos em roupas de verdade.

VESTIDO SOLTINHO CARAMELO

Eu tô nessa vibe de usar coisas maravilhosamente confortáveis, então, quando eu botei os olhos nesse vestido delicinha fiquei louca de amor. Já me vi passeando por aí com ele, linda, leve, solta e sem uma preocupação na vida. Por R$230,00 aqui. Ah! E tem a versão em preto também (aqui ó).

Biombo8

CONJUNTO BARQUINHOS

Sim, parece um vestido, mas não é. Trata-se de uma blusinha (aqui) e uma saia (aqui). Ambos com essa estampa charmosa de barquinhos no mar. O mais legal? Por não ser um vestido, as duas peças se multiplicam em dezenas de combinações diferentes com um tanto de outras que você já tem no armário.

Biombo1

TOP TRANSPARENTE

Eu adoro uma transparência. Acho lindo, sexy, poderoso. Esse top é tudo isso e vai com tudo. Já imagino com uma calça jeans de cintura alta. Charme purinho. Por R$164,00 aqui ó.

Biombo9

TOP CROPPED E A SAIA MAIS LINDA DO MUNDO

Uma das coisas que eu mais gosto na Biombo, sem dúvida, são as estampas. Lindas, delicadas e perfeitas pra combinar umas com as outras. Prova disso é essa combinação linda. O top estruturado de bolinhas é sexy e delicado na medida. E a saia… Ah, a saia… Que que é isso? Coisa mais linda e única essa combinação de estampas, as duas camadas diferentes, as linhas geométricas.

Biombo2

TOP PAU PRA TODA OBRA

Esses tops cropped sem manga são muuuuito úteis. Tenho um preto e uso direto. São práticos e super gostosos de usar. Em três cores: preto (aqui), vinho (aqui) e caramelo (aqui).

Biombo10

VESTIDO GEOMÉTRICO

Apenas não estou sabendo lidar com as costas maravilindas desse vestido. Sério. Quero um casório de dia, na praia, pra eu ir exatamente assim. Chique, lindo, séquissi, cheio de personalidade, elegante até dizer chega. Por R$424,00 aqui ó.

Biombo4

ESTAMPA MAIS GATA 

Que estampa mais linda é essa? OMG! O top é desses que faz qualquer look sair do lugar comum (tá aqui ó). A calça ainda nem entrou no site da Biombo, mas eu já tô paquerando.

Biombo5

CONJUNTO ESTAMPA TRAMA

Mais um conjunto que fica lindo usado juntinho, mas, usado separado, oferece uma gama enorme de possibilidades com o que você já tem. A camisa amarrada com nozinho fica super charmosa com qualquer parte de baixo neutra. Já a saia, já consigo visualizar com uma blusa podrinha. Eita que a imaginação corre solta.

Biombo6

Já deu pra se encantar com a Biombo?

Se você tem dicas de marcas bacanas, mas tão bacanas que todo mundo deveria conhecer, conta pra gente aqui nos comentários! Gente boa e talentosa tem mais é que fazer sucesso, né?

 

Tags: ,
  • To encantada <33

    • Jojo

      Coisa linda, né? 😉

  • Nathaly

    Jô, tem uma marca que eu amo de paixão, é a Graça Lampert. Tem loja na Praça Benedito Calixto e na Rua dos Pinheiros. Acho que vale muito a pena comparecer nos Achadões, e as donas são uns amores, dá vontade de comprar apenas pelo atendimento delas, e por ser tudo lindo também!! São quase todas roupas de viscose, caimento leve, fresco, para qualquer tipo de corpo. O ruim é que de site e página no fb são desatualizados, mas no instagram elas costumam postar novidades. Beijos!

    • Jojo

      Vou pesquisar, Nat! Obrigada! Beijão!

  • Gisele Moura

    Jojo dica de uma marca de jóias que acredito está dentro da proposta do achadões, Palo Jewels https://www.facebook.com/palojewels

  • Lais Patricio

    In love com esse vestido caramelo <3 Em Recife a Duas design faz um trabalho bem parecido, com estampas maravilhosas. https://www.instagram.com/duas/

  • Débora Françolin Quintela

    Lindas as roupas, mas, nossa, 342 dilmas um top é bem pesado!

  • Roberta Dalma

    Lindo ne? Mas caaro

  • Gisele Moura

    Isso é verdade, apesar de ter gostado do tópico e estar achando tudo lindo está bem fora da minha realidade pelos preços.

  • Ana Carolina Vicente

    Jojo, fala da Carol Burgo!
    http://www.lojaprosa.com/
    to adorando o novo formato dos achadões! :*

  • Marina Burity

    pras meninas falando do preço: não sei qual é o cálculo dela e também não estou podendo gastar tudo isso em uma peça. mas a gente se acostumou mal a pagar muito pouco pelas nossas roupas. fazer roupa é caro. tem todo o processo de produção e tingimento do tecido, o desenho da modelagem, a costura, acabamento, transporte, logística, além do pagamento de todas as pessoas envolvidas nesse processo. não tem como tudo isso sair por R$50, a não ser que alguém esteja sendo explorado no meio desse caminho. consumo consciente passa por todas essas questões. às vezes é melhor comprar só uma saia dessas no período de seis meses do que comprar várias baratinhas que estão prejudicando o meio ambiente, que estão explorando outras mulheres e cujo lucro vai somente pra uma pessoa. ninguém precisa de tanta roupa, ao contrário do que querem nos fazer acreditar. por isso não é legal descartar essas iniciativas com um “aff, muito caro”.
    se quiserem saber mais, assistam o documentário “true cost” no netflix. a produção de roupas sempre tem custo, resta saber quem está pagando.

    • Paola Evangelista

      Eu concordo em partes. MASSS, eu pago 200 em um top da Farm (preço médio da loja sem oferta), que é 100% nacional, conheço a qualidade, sei que posso jogar na máquina e ele vai sair lindo. Mas não pago em uma marca desconhecida. Entendo a questão de valorização da marca, por isso algumas já começam cobrando caro, mas não concordo. Tem marcas nacionais já com nome consolidado no mercado. Esses preços fazem com que a maioria das pessoas continuem nas suas zonas de conforto de boas marcas e não se arrisquem em algo novo. Acho sim que falta noção na hora de colocar o preço no top, por exemplo. Eu que já trabalhei (indiretamente) com produção sei que esse preço é mais que superfaturado. Muitas marcas no Brasil já começam querendo ter status de “grife”… Mas com isso perdem uma parcela grande da população. Se começassem com preços um pouco mais baixos e fossem aumentando gradativamente, teriam mais clientes. Uma vez que a gente gosta e se identifica com a marca, acaba pagando mais caro por ela. Mas antes temos que comprar, né… Inclusive, esse documentário é ótimo mesmo… todo mundo na vida tinha que assistir.

      • Esther Gutierrez

        A Farm já não é mais 100% nacional não… tão produzindo roupa na China. Dá uma olhada na etiqueta interna das roupas!

  • Bárbara da Silva

    apaixonei! quero tudo.