6 dicas para um Natal sem desperdício
21 de dezembro de 2016 POR Jojo COMENTA AQUI!

Folheando uma revista semana passada, dei de cara com um número assustador: neste Natal, só no Reino Unido, 700 milhões de libras serão gastas em presentes indesejados. Sim, só nesse pequenino país, quase de 3 bilhões de reais terão sido gastas até o dia 25 nas famosas lembrancinhas que as pessoas nem vão curtir receber.

É MUITO desperdício. É MUITO lixo produzido à toa.

O número me chocou tanto que resolvi dar uma pesquisada pra entender melhor o que esse número solto queria dizer. Dei de cara com essa matéria do Nexo que fala justamente sobre o desperdício gerado nessa época do ano e menciona um estudo feito em 92.

Segundo Joel Waldfogel, autor do estudo, entre 10 e 33% de tudo o que se dá de presente nessa época do ano é desperdício. O estudo entitulado “O peso morto do Natal” leva em conta o valor pago pelo presente e o valor percebido por parte de quem o recebe. A conta é meio complicada mas mostra como boa parte dos presentes de Natal não são de fato coisas que as pessoas teriam escolhido pra elas mesmas. Essa insatisfação acaba aumentando a possibilidade de descarte, gerando não só lixo, mas também desperdício de recursos (os materiais usados para produção, a emissão de CO2 no transporte, o papel ou plástico das embalagens).

A estimativa de Waldfogel, ainda lá em 93, era de que somente nos EUA entre 4 e 13 bilhões de dólares eram desperdiçados nessa época do ano. Isso em 93, gente!

Já em 2009, Waldfogel publicou um livro com seus estudos em diversos países, inclusive no Brasil. Vale dar uma olhada na entrevista que ele deu ao G1 na época.

Sim, o Natal é maravilhoso em milhões de outros sentidos. Os presentes comprados nessa época do ano geram muitos empregos e são um bom impulsionador da economia. Além disso, presentear muitas vezes é um ato de carinho super gostoso, né?

Pensando nisso, resolvi fazer esse post com uma lista de dicas pra ajudar a minimizar os efeitos negativos dos presentes sem deixar de lado a magia natalina.

1. LEMBRE-SE: NATAL NÃO É SINÔNIMO DE PRESENTES

Parece óbvio, mas é sempre bom lembrar. Natal é sobre amor, confraternização, solidariedade. Atos podem ser mais significativos e importantes do que presentes. Se propor a passar mais tempo com quem a gente ama, sem distrações digitais, batendo papo mesmo, dando atenção e carinho, por exemplo, pode ser um presente muito mais apreciado do que aquele par de meias que você ia dar pro vovô.

source

2. EVITE AS LEMBRANCINHAS

Lembrancinha pra mim é sinônimo daquele presente que a gente dá pras pessoas que a gente não tem muita intimidade, mas se acha na obrigação de presentear. Segundo o próprio estudo de Waldfogel não conhecer a pessoa direito aumenta as chances de errar no presente.

giphy

Cartões presente podem ser uma boa alternativa nesse caso porque mostra que você lembrou da pessoa, mas dá liberdade pra ela escolher alguma coisa que realmente vá usar. Pra tirar a impessoalidade, inclua um cartão carinhoso escrito a mão pra pessoa presenteada.

3. INVISTA EM MARCAS CONSCIENTES

Ok, eu sempre falo isso. Mas é que eu acho tão importante. Tem um monte de marca legal apostando em processos de produção mais sustentáveis e conscientes e elas precisam do nosso suporte, do nosso investimento, pra crescer e dar o exemplo pra mais e mais gente apostar nessa ideia.

Então, se você está se propondo a ser mais consciente nesse Natal, busque comprar presentes em lojas que compartilham desse pensamento. Aqui mesmo no Achadões tem um monte de exemplo bacana. Ah! E compre localmente! Marcas locais diminuem o impacto ambiental pelo simples fato de estarem pertinho de você e evitarem toda a poluição gerada pelo transporte dos produtos.

4. PROCURE PRODUTOS COM EMBALAGENS SUSTENTÁVEIS

A embalagem de um brinquedo costuma ter quase o dobro do volume do brinquedo em si. Imagina a quantidade de lixo que isso gera. Portanto, na hora de comprar presentes, se atente a isso e invista por presentes cuja embalagem não gere tanto descarte.

giphy-1

A Lush, é um ótimo exemplo de marca que só usa embalagens recicladas e rende presentes deliciosos.

Na hora de embalar pra presente também dá pra ser mais consciente. Usar um tecido ao invés de plástico pode ser uma alternativa super bacana que vai ter utilidade pra pessoa presenteada durante o ano todo.

5. PROGRAME SEUS GASTOS

Com a chegada do Natal e todo o estímulo pro consumo nessa época do ano a gente acaba entrando na onda da gastança. Aí chega Janeiro com aquele montão de conta pra pagar e, quando a gente dá por si, o 13º foi embora e você já começa o ano cheia de dívidas.

Comprar com consciência também significa comprar dentro das suas possibilidades financeiras, programando gastos pra não cair no buraco das dívidas e juros infinitos de cartão de crédito.

giphy-3

Por isso, estabeleça sua meta de gastos antes mesmo do Natal. Qual o valor total que você tem pra gastar em presentes? Desse valor, quanto você está disposto a gastar pra cada pessoa? Pros familiares e amigos mais próximos talvez o valor seja maior. Pra pessoas um pouco mais distantes, o valor provavelmente será menor. Sabendo quanto você quer gastar em cada um desses casos vai te ajudar a não ter sustos no final do mês.

6. ABRA ESPAÇO EM CASA PRATICANDO O DESAPEGO

Sim, você vai ganhar presentes e vai ter que guardá-los em algum lugar. Então por que não aproveitar a época do ano pra praticar o desapego e fazer uma limpa na casa e no armário?

Aposto que teve um monte de coisa que você foi acumulando ao longo do ano e que não usou. Então, abra o armário e o coração e faça um filtro bem realista: não usou nos últimos seis meses? Então pode desapegar sem dó.

Mas nada de jogar no lixo. O que não te serve mais pode ter muito valor e muita utilidade pra outra pessoa. Dá pra fazer um bazar pros amigos ou vender tudo em sites como o Enjoei, ou ainda doar pra ONGs e ajudar quem precisa.

Viu como dá pra curtir o Natal com consciência e sem desperdício? Agora é só curtir o finalzinho de ano e aproveitar pra estar junto de quem a gente mais ama!

giphy-4

 

 

 

 

 

  • Lívia Hungria

    Quando eu acho que não dá pra te admirar ainda mais do que eu já admirava vc vem e surpreende com um post lindo desses!! <3

    • Jojo

      Lívia fofa! Obrigada! Natal também é época de ter consciência, né? 😉

  • Ana Rodrigues

    Oi Jojo, uma ideia bem bacana é fazer um amigo oculto de desapegos. Muitas vezes temos peças que não queremos mais e são os sonhos de consumo de outras pessoas. As meninas do Saia Justa fizeram e achei a ideia genial.

    • Jojo

      Que ótima ideia, Ana! Muito bacana! Vou usar no ano que vem!