Dias 307, 308 e 309
9 de Janeiro de 2012 POR Jojo COMENTA AQUI!

Dias atrasados que deveriam ter sido repostos no fim de semana e não foram. Mas hoje tamos aqui pra resolver isso!

Vamos lá, um a um, todos os looks que faltaram na semana passada!

Bem, eu voltei da Bahia toda inspirada no mood étnico. Não tem como não passear pelas ruas e se maravilhar com as influências africanas que passeiam pelas ruas.

Daí que, de volta a São Paulo, eu fiquei morrendo de vontade de fazer um look com um pé no étnico. Então, lá vou eu, numa excursão dentro do armário, catar qualquer peça que tivesse alguma relação, mesmo que remota, com o tema.

Acabei achando uma blusinha com uma pala em cima toda trabalhada com tramas coloridas, paetês e bolinhas felpudinhas que eu não sei o nome. Juntei a bichinha com uma calça de linho daquelas com carinha de pijama e, pra quebrar um pouco o clima, um blazer desses soltinhos, descontraídos, pra não constrastar demais com o resto do look.

Daí, pensei em acessórios. Prato cheio. A boa de eleger temas assim é que você consegue, finalmente, arrumar uma justificativa pra usar aquele brinco que você comprou numa viagem pro Nordeste há 10 mil anos atrás e nunca usou. Ou aquela gladiadora discreta mas que você tinha deixado ali guardadinha no fundo da sapateira.

A carteira deu um toque mais glamour mas, por conta da trama de palha, conseguiu, ainda assim, se manter no clima étnico.

Pra finalizar, um cabelinho assim, meio preso, meio solto, meio eu-não-queria-me-dar-ao-trabalho.

Bem, terça-feira: check.

Na quarta-feira o mood já era outro. Na verdade, o look de quarta surgiu a partir de uma camisa que eu quase nunca uso. Quando eu comprei a bichinha, achei ela uma graça. Mas cheguei em casa, usei umas duas vezes e achei que a gola dela tinha carinha daquelas golas de palhaço. Resultado, tomei implicância e ela ficou lá paradinha no armário.

Maaaaas, nada como uma pessoa na reta final do seu desafio (ou seja, desesperada) para jogar todo e qualquer preconceito pro alto e lançar mão da blusinha com golinha de palhaço.

E aí, a idéia que surgiu em torno da blusinha de palhaço foi um look meio pin up meio navy (eu sei, tô ficando repetitiva com as referências, mas é verão e o meu armário é restrito – amplo porém restrito – portanto, perdoem o disco arranhado).

Por último, batom vermelho. Porque pin up e navy não podia pedir outra coisa, né?

Quarta-feira: check.

Tá, daí chegou quinta-feira. E eu continuo possuída pelo espírito tropicalista. Nesse sentido, não tinha como não lembrar da saia mais tropicaliente do armário. Ela é colorida, ela é cintura alta, ela tem babados no quadril (perfeito para meninas retinhas, sem cintura/quadril como eu – meninas com quadril largo, evitem, vocês não precisam desse volume extra), como não amar?

Daí, a saia fala por si só e deve brilhar assim mesmo. O tipo de peça que deve ser a protagonista do look. Portanto, camisa branca super curinga sempre cai bem. Maaaas, nada impede que a gente coloque uma corzinha de leve aqui e ali. Nesse caso, os escolhidos foram o sapatinho verde água e um anel azul piscina. Sugestão: não use acessórios exatamente da mesma cor. Ouse um pouquinho e coordene cores. Fica mais jovem e moderninho.

Um look leve, perfeito pra um dia de trabalho no verão.

Quinta-feira: check. Pronto, metade das minhas promessas, cumpridas.

Créditos da semana passada:

Terça-feira:
Calça: Maria Bonita
Blusa: Zara
Blazer: Zara
Brinco: praia em Morro de São Paulo
Gladiadora: Zara

Quarta-feira:
Saia: American Apparel
Blusa: Animale
Cinto: Lee Loo
Sapato: Urban Outfitters
Bolsa: brechó em Buenos Aires
Batom: Russian Red da MAC (sempre ele!)

Quinta-feira:
Saia: My Philosophy
Camisa: Turquesa
Sapato: Maria Bonita Extra
Bolsa: Maria Bonita Extra
Anel: feirinha Benedito Calixto