Dias 52, 53 e 54
10 de Maio de 2012 POR Jojo COMENTA AQUI!

Hoje temos um post cheeeeio de dias (eu estou chegando lá minha gente! paciência que já já a gente se atualiza).

Bem, vamos lá. Quinta-feira foi dia de voltar a usar o bom e velho truque do vestido que vira blusa. Porque, afinal, um vestidinho com uma estampa tão linda como essa de passarinhos, não merece ficar parada no armário pra ser usada só quando um vestidinho faz sentido. O mais legal é que eu comprei o bichinho pensando exatamente nisso. Porque ele tem todos os pré-requisitos pra ser um vestido/blusa: tem um tecido leve e uma saia sem muito volume, o que ajuda pra caramba na hora de disfarçar por baixo da calça.

Daí, pra ornar com o vestido, escolhi uma calça neutra de cintura alta (as melhores pra usar com vestidos que viram blusas) e o cardigã fofo que a minha mamãe me trouxe de viagem (lembram que eu falei que ela tinha trazido presentes?).

O filtro pra montar o look foi escolher peças que tivessem esse clima meio brechó, meio costureira, meio coisa-que-a-sua-mãe-guardou-da-adolescência.

E, depois de pronta pra sair, a gente brinca de tirar fotos no photobooth do computador.

Tudo em nome do Instagram (pra quem não segue: @mourajo).

Daí, chega a sexta. Aquele dia amado que precede o fim de semana, um sabadão e um domingão pra você ficar de pernas pro ar. Você, né? Eu trabalhei. Mas isso a gente comenta daqui a pouquinho.

Eu estou simplesmente apaixonada pela camiseta velha de tigre. E-eu-vou-usar-mesmo-quantas-vezes-eu-quiser! Porque, pra mim, se apaixonar por uma roupitcha é igual a se apaixonar por uma música: a gente quer ouvir em loop.

E na sexta não tem nada melhor do que escoolher aquela calça confortável e jogar uma blusinha por cima. Por último, vale jogar ítens divertidos na história: tipo a correntinha e a bolsa de onça. Pra levantar qualquer look básico.

Por último e pra finalizar esse post, o look de um sábado embalado pelo trabalho. Sim, estou num ritmo louco de trabalho e isso tem contribuído para os atrasos. E, por isso mesmo, sábado à noite (assim como terça e quarta) foi dia de trabalhar de dia e cair na farra à noite. Então, como look de trabalho a gente mostra todo dia, vamos direto pro look noturno?

Bem, vale mencionar que eu fui me jogar lá no Vivo Open Air, evento bacaninha que tava rolando aqui em São Paulo até a semana passada. Cineminha primeiro e depois festchenha do Mano, meu amigo amado, responsável pela festa mais legal de São Paulo: a Sem Loção (o nome não é ótimo?).

Enfim, cinema ao ar livre pedia uma roupa quentinha mas a baladinha logo em seguida mereci uma look um pouco mais ousado. A solução foi uma calça preta skinny, blusa colorida com transparência nas costas e jaqueta de couro (que foi devidamente amarrada na cintura logo quando a balada começou).

Por último, um super brinco lindo e bem 80’s. Bem no clima do som que rolou por lá.

Créditos de quinta:
Vestido: feirinha do Shopping Center 3
Calça: American Apparel
Cardigã: Mango
Cinto: brechó em Buenos
Óculos: brechó em Buenos
Sapato: Urban Outfitters

Sexta:
Calça: Zara
Blusa: B.Luxo
Sapato: Sollas
Óculos e correntinha: Asos
Bolsa: New Order

Sábado:
Calça: American Apparel
Blusa: Urban Outfitters
Jaqueta: lojinha de couro em Buenos Aires
Ankleboot: Schutz
Brinco: Asos