O que eu trouxe da moda da Zorópa.
14 de setembro de 2012 POR Jojo COMENTA AQUI!

Agora que eu cheguei, me assentei, tirei tudo da mala e lavei toda aquela quantidade vergonhosa de roupa suja, já podemos considerar que as coisas estão, finalmente, voltando ao normal.

Bem, acho que é senso comum que as coisas aqui no Brasil estão cada vez mais caras. E que viagens acabam sendo uma oportunidade de conseguir abastecer o armário a preços muito mais amigáveis.

Confesso que, cada vez que viajo, acabo tendendo a concordar com os meus amigos que aproveitam as viagens de férias anuais (ou semestrais para alguns sortudos) para comprar toda a roupa que vão precisar durante o ano. Tá, confesso que são todos homens. Não conheço nenhuma mulher capaz de ficar seis meses sem comprar nada (fora eu, no ano passado) esperando uma viagem.

Mas se você botar na ponta do lápis, a estratégia dessa macharada faz bastante sentido. Especialmente se você está a caminho dos EUA ou Europa.

Claro que existem todas as outras questões importantes de você gastar o seu rico dinheirinho aqui no Brasil.  A arrecadação de impostos por aqui, a movimentação da economia brasileira. Enfim, coisas super importantes que você deve levar em consideração. Mas, posso desabafar? Quando você chega lá na H&M de Barcelona e encontra um vestido fofo custando 8 Euros, você quer mandar a economia brasileira catar coquinho de tanto que você se sente roubada.

Daí, todo mundo que tem amor à moda e ao seu rico dinheirinho, aproveita as viagens para terras gringas pra arrematar um coisinha ou outra (ou muitas).

Quando eu lembro do esforço sobre-humano de ter viajado duas vezes ao longo do meu ano de abstinência, penso em como não fiquei maluca.

Daí vieram as minhas férias. A primeira viagem grandona depois de tudo que aconteceu. E, fico feliz em dizer que não estourei o meu budget da viagem. Aliás, essa é a primeira dica: quando for viajar e quiser comprar algumas coisas, estabeleça um orçamento específico para compras e controle ele direitinho. Nada de deixar a coisa rolar solta com o cartão de crédito.

Bem, ao longo das próximas semanas, vocês vão ver todas as coisinhas que eu adquiri lá no estrangeiro  e algumas explicações sobre as minhas escolhas.

O legal de viajar pro hemisfério Norte é ter contato de antemão com o que o pessoal por aqui vai usar daqui a seis meses. Tudo por conta da diferença de estações. E uma coisa legal de olhar é a paleta de cores que vai bombar na próxima temporada.

Uma que tá rolando forte é o azul escuro, meio roxo. Uma coisa assim que eu não sei bem dizer o que é (podem me chamar de daltônica), mas posso dizer que achei podre de chique. A tal da cor estava em todos os lugares, mas bombou na H&M. Especialmente combinado com preto. E aí que eu me apaixonei.

Daí comecei a dar uma olhada por aí pra ilustrar o meu ponto e achei um monte de fotos da Kristen Stewart usando a combinação. Ok, ela não tá tão em alta depois do que andou aprontando com o tal do vampirinho e o diretor casado, mas vale a referência fashion.

Bem, tudo isso pra dizer que eu comprei uma calça com essa combinação inusitada. Justamente na H&M. Famoso bom, fashion e barato. Olha ela aí:

Daí que a parte de cima também é nova. E é outra dica boa. Não sei se vocês conhecem a COS. Se não conhecem, eu explico. A COS é uma das marcas do grupo H&M. Lançada em 2007, ela tem mais qualidade e desin mais apurado do que a marca-mãe. Digamos que a COS é menos fast fashion e aposta num estilo mais atemporal do que a H&M.

Até chegar em Berlim, confesso que também não conhecia a COS. Ela apareceu numa das dicas enviadas por amigas sobre a cidade. E eu fui correndo ver. Achei bem legal e acabei arrematando esse moleton de lurex (e um vestido que depois mostro aqui).

Por fim, a bolsa também foi aquisição da viagem. Quem acompanha os movimentos da moda já conhece a Cambridge Satchel, uma bolsa de estilinho utilitário que ganhou o coração dos fashionistas e versões em todas as cores possíveis. As Cambridge originais são os olhos da cara (por lá, estavam por volta de 120 euros). Mas a H&M (sempre ela S2) lançou a sua cópia pela módica quantia de 25 euros. Tinha dourada, marrom, rosa neon e preta envernizada. E eu escolhi a pretinha pra combinar mais com tudo.

Até que, pra um post só, já deu pra ter um bom cheiro das peças da viagem.

E, já que é sexta-feira, dia da alegria, dia de jogação, dia de felicidade, desejo a vocês um fim de semana em clima de dancinha do Gangnam Style (essa vai em homenagem à minha coleguinha Hui e ao Min e o Moon, meus amiguinhos lá da Coréia  🙂

Créditos de hoje:

Calça: H&M
Moleton: COS
Sapato: Maria Bonita Extra
Bolsa: H&M
Óculos: Asos