Caraíva e o final de ano ao sol
4 de Janeiro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!

 Queria começar o primeiro post do ano desejando um 2013 sensacional pra todo mundo. Eu fiquei ausente do blog nas últimas semanas porque estava me refrescando nas águas do sul da Bahia, ali coladinho numa reserva indígena, onde a eletricidade só conseguiu chegar a dois anos, então vocês imaginam como era a recepção do 3G e, consequentemente, a minha conexão na web.

Ainda assim, ultrapassados diversos percalços (o celular só pegava com a mão levantada em um determinado ponto da praia ou na beia do rio), eu consegui publicar fotos super lindas (e cheias de modéstia) da viagem no Instagram (quem segue o @mourajo conseguiu acompanhar).

De qualquer forma, cá estou eu para relatar os dias lindos e inesquecíveis num dos lugares mais encantadores que eu fui na vida: Caraíva.

Caraíva fica a duas horinhas e pouco de Porto Seguro. Ali pertinho de Trancoso. Mas ela é bem mais linda que a primeira e bem mais inexplorada que a segunda. Como disse repetidas vezes a Aninha (uma das companheiras de viagem): “Caraíva é roots”.

Eu explico: o lugar é uma vila de pescadores, coladinha numa reserva indígena. A luz elétrica só chegou há dois anos e, por isso, na alta temporada, os picos e ausência de energia são constantes. Celular, só Vivo e olhe lá. Internet, ixi… Complica.

Mas a verdade é que, em Caraíva, você não precisa de nada disso. Pra que celular quando se tem um mar azul claro? Pra que internet quando o céu fica todo rosa no pôr do sol sob o Rio Caraíva? Pra que ar codicionado quando se passa o dia inteiro de biquini?

Então, vamos às minhas, já tradicionais, dicas de viagem:

Ir e voltar:
O esquema é:
1. avião pra Porto Seguro
2. táxi ou ônibus de Porto Seguro até os barquinhos que fazem a travessia do Rio Caraíva
3. balsa que atravessa o rio

Época boa pra ir: 
Caraíva tem sol praticamente o ano inteiro mas, lá pro meio do ano (maio/junho/julho) não dá pra garantir o sol com 100% de certeza. É possível que você vá e encontre uma frente fria que é capaz de estragar a sua semaninha de férias. Portanto, pra garantir o sol, opte por primavera/verão. E, claro, em feriados a vila fica mais cheia. Se quiser calma e tranquilidade fuja das datas comemorativas.

Onde ficar:
Tem pra todos os gostos. Desde camping, até casas pra alugar com a galera, passando por pousadas pra diversos budgets. Eu fiquei na Pousada Lagoa (essa aqui). Super linda e bem localizada mas com alguns pontos negativos: rolam altas festas na pousada que varam a madrugada, pra quem quer dormir fica meio complicado.

Onde comer:
O Bar da Praia é O lugar pra passar o dia na praia em Caraíva. Agitado, cheio de gente bonita, com esteiras na areia pra galera tomar sol e música boa rolando o dia todo. Fora tudo isso, o bar ainda oferece um almoço super delícia à quilo. O cardápio gira sempre em torno de frutos do mar: arroz de polvo, moqueca de camarão, camarão na moranga. É de comer ajoelhado.

No fim da tarde, a boa pedida é sentar numa mesa à beira do rio no Bar do Pará e pedir um dos famosos pastéis. Os meus preferidos foram o de camarão com queijo e o de Nuttela (of course).

Passeios imperdíveis:
Ida caminhando até a praia do Espelho: são 12Km de caminhada mas vale cada metro do caminho. A boa é sair de Caraíva com a maré baixa, quando a areia fica mais durinha e o trajeto é menos doloroso. No caminho, dê um mergulho nas lagoas do Satu. Na volta, pode pegar um barquinho a motor pra não ter que fazer o caminho todo de novo à pé (porque ninguém é de ferro).

Ida a Corumbau de buggy: Corumbau fica a meia horinha de buggy e o trajeto passa por dentro da reserva indígena. Chegando lá, você se depara com uma faixa enorme de terra que só aparece quando a maré está baixa. É areia branca e mar azul que não acaba mais.

Passeio pelo mangue de caiaque: Alugue um caiaque e passeie pelos mangues do Rio Caraíva. Um dos cenários mais surreais que eu já ví.

O que levar na mala:
Havaianas
Biquinis (muitos)
Chapéu
Shortinhos e blusas fresquinhas e de cores claras
Óculos escuros
Muito protetor solar

Dito isso, acho melhor mostrar logo os looks dessa semana lá que dá pra ilustrar bem o clima do lugar:

Dia 01: Renda




Faz muito calor e, por isso, quanto menos roupa, melhor. O shortinho brando participou de praticamente todos os dias. A renda foi uma aliada sensacional. Fresquinha e charmosa, ela tem a cara da vila.

O chapéu é ítem essencial. Eu levei dois panamás (o outro aparece logo aqui embaixo no próximo look). Por fim, o óculos (nova aquisição do mês de dezembro) tinha uma pegada meio vintage e um tom de verde pastel que combinada com tudo.

Dia 02: Amarelo

Cores fortes tem tudo a ver com o clima local (e com o verão de maneira geral, né?). Eu aproveitei e fiz um look todo trabalhado na cor. O panamá amarelo deu todo um charme a mais ao look praiano.

Outra coisa legal? A praia é uma ótima oportunidade de abusar das transparências sem parecer vulgar. A blusinha amarela do look tinha uma parte plissada de um tecido bem fininho que dava esse toque.

O leque foi o elemento final do look (comprado lá mesmo em Caraíva). Charmoso e ainda por cima útil por demais lá pelo meio do dia.

Dia 03: Um toque nativo

Uma das coisas legais de comprar em Caraíva é um dos inúmeros colares de sementes confeccionados pelos indígenas locais. Você vai encontrar mulheres vendendo eles na vila toda e até na praia. Tem de todas as cores e tamanhos e a maior parte deles custa em torno de 10 reais. Eu montei um look todo branco só pra deixar o meu colar ser o centro das atenções do look.

Dia 04: Texturas

A outra aquisição do coração na viagem foi a viseira de palha. Dessas coisas que não poderiam ter mais personalidade nem ter mais a ver com o lugar. Tipo encaixe perfeito. Daí, já que a palha já era um ponto de partida interessante, resolvi brincar com texturas diferentes dentro do mesmo look: o biquini de lycra PB, a camisa levinha e amassadinha xadrez e o short desfiado branco.

Bem, gente, é isso.

Estou produzindo o post com as fotos específicas do Reveillon e posto amanhã. Espero que vocês tenham gostado e que a gente esteja começando o ano com pé direito.

Feliz 13 pra vocês. 🙂

Créditos:

Dia 01:
Blusa: Praia do Forte – BA
Short: Zara
Óculos: Topshop
Chapéu: Praia do Forte – BA

Dia 02:
Blusa: Zara
Short: Zara
Chapéu: Praia do Forte – BA
Óculos: Asos

Dia 03:
Blusa: Topshop
Short: Zara
Colar: Caraíva – BA
Viseira: Praia do Forte – BA
Óculos: Asos

Dia 04:
Camisa: Zara
Biquini: Salinas
Short: Zara

Viseira: Praia do Forte – BA