A primeira aquisição de Bangkok
20 de Maio de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
Não precisa de muito tempo em Bangkok para se perceber o caos em que a cidade vive. O trânsito é louco (e eu moro em São Paulo). O comércio é praticamente todo na rua com barraquinhas e feiras pipocando em cada calçada. Os templos lindos e antigos convivem lado a lado com hotéis chiques e modernos que, por sua vez, convivem com palafitas caindo aos pedaços em cima dos muitos rios que correm a cidade.

E é tudo isso que é apaixonante por aqui. Essa mistura louca e imprevisível.
Mas, no meio disso tudo, encontrar um lugar tão lindo e organizado quanto o Jim Thompson’s House Museum não deixa de ser um sopro de ar fresco.
O Museu é a antiga propriedade de um arquiteto americano que veio morar na Tailândia no final da Segunda Guerra. Aqui, ele se estabeleceu e montou sua empresa de comércio de seda. Culto e cheio da grana, ele colecionava obras de arte orientais que, hoje, compõem o acervo do museu.
A casa permanece praticamente do jeito que ele a deixou, em 1967, quando, misteriosamente, desapareceu durante suas férias na Malásia. Além dela, o Museu ainda abriga um restaurante hiper fofo,  uma sala de exposições e um jardim de tirar o fôlego. E, assim como no post anterior, foi ele que acabou servindo de cenário pras fotos do look escolhido para a visita:
A saia foi a escolha perfeita para o dia abafado. Ultra levinha e confortável. Mas, falemos da blusinha porque ela é aquisição aqui da viagem. Na noite anterior à visita ao Jim Thompson’s, fomos dar uma voltinha pelo Asiatique Night Market, um recente complexo de mini lojinhas e restaurantes que fica ali de cara pro Rio. Um lugar delícia pra passear à noite, jantar vendo os barquinhos passarem e dar uma voltinha na roda gigante e ver Bangkok de cima.
 A maior parte das lojinhas do Night Bazar são bem turísticas, com artesanatos locais que não variam muito de um lugar pro outro. Mas, tem um cantinho, perto do Rio, entre os pavilhões 2 e 3, que é cheio de lojinhas de roupas e acessórios bacanas e super bem cuidadas. E foi lá que eu encontrei a blusinha de hoje.
O que me encantou nela foi a delicadeza inusitada da estampa: mini pessoas com cabeça de raposa (alguém viu o Fantástico Mr Fox do Wes Anderson?). A estampa espaçada também dá o aspecto meio de pijama, que, segundo o Marc Jacobs, anda bem na moda – apesar de eu achar um tanto quanto estranho. Mas, por essas e outras, simpatizei com a blusa e cá está ela.
Ah! Quem quiser acompanhar mais de pertinho ainda a viagem, corre lá no Instagram e procura @mourajo. Tem mais um monte de fotos da viagem por lá.
Créditos:
Saia: B.Luxo
Blusa: Does mondays have an apostrophe before the s – (sim esse é o nome da marca) no Asiatique Night Bazar em Bangkok
Sapato: Corello
Chapéu: lojinha em Ilha Bela
Óculos: Zero UV
Bolsa: Zara