Guia do fim de semana em Salvador
10 de setembro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
Eu sei que fiquei offline desde semana passada por aqui, mas juro que foi por um bom motivo. Tive um casamento na sexta-feira lá na minha terrinha e estive por lá desde então aproveitando pra relaxar um pouco depois de uma semana beeeem intensa de trabalho (eu mereço uma folguinha também, né, minha gente?).
O bom é que eu cheguei aqui hoje (depois de pegar um vôo às 4 da manhã – e, sim, eu tô postando à meia noite e meia, então, perdoem-me se aparecer algum erro de digitação, concordância ou se eu falar um monte de coisa que não faz sentido) e preparei um roteirinho com as coisas que eu fiz no meu final de semana em Salvador pra quem tem curiosidade de visitar a cidade em breve.
Vamos lá? Ah! E quem segue o @mourajo no Instagram viu várias das fotinhas em primeira mão. Mas vamos ao nosso roteiro baiano!
1. Nada melhor do que começar o dia dando um mergulho no mar e tomando um solzinho na praia. Apesar de ter muitas praias, a maioria das praias bacanas fica afastado da cidade. Como estávamos com tempo apertado pra aproveitar a cidade, resolvemos ir em Stella Maris, que fica logo depois de Itapoã, mas, na minha humilde opinião, é mais bonito e tranquilo.
2. Saindo da praia, dê um pulo na casa de Yemanjá, ali no Rio Vermelho. O cenário – na beira do mar, claro – é lindo e a casinha é toda decorada com mosaicos com temáticas de pescadores.
3. Aproveite que já está ali e atravesse a rua para o acarajé mais sequinho e crocante que você já provou. É o acarajé da barraca da Regina, que fica bem ali na frente do Barbeiro do meu Pai (barber shop com o nome mais fofo de todos).
4. Saindo do Rio Vermelho, passamos a tarde no Pelourinho.  O namo (que foi comigo) não ía lá havia uns dez anos (honestamente, acho que eu também) e foi gostoso poder passear pelas ladeiras de pedra de novo, entrar nas lojinhas (eu amo as de couro que vendem sapatos trançados) e os novos barzinhos e hostels.

5. Programão foi super turístico mesmo e incluiu uma descida pelo Elevador Lacerda até a Cidade Baixa. Eu queria muito dar uma volta no Mercado Modelo, mas, como era 7 de Setembro, pouquíssima coisa estava aberta. De qualquer jeito, já deu pra encontrar achadinhos como a bolsinha de madeira em formato de moisaico, perfeita para carregar pra qualquer show ou balada.

6. Fechamos o dia com um jantar DELICIOSO no Casa de Teresa, restaurante que (pasmem!) foi sugestão do boy. É que ele tinha lido sobre o lugar na Veja Salvador e resolveu me levar lá de surpresa.  Comida sensacional e ainda ganhamos um drink de cortesia do barman: cachaça, melaço e limão siciliano. Uia!

Mas esse não seria o UASZ se a gente não falasse do look pra fazer esse tantão de coisa, né?

Faça sol ou faça chuva, dificilmente você sentirá frio em Salvador. Por isso, mesmo com tempinho nublado, eu optei por um shortinho jeans bem folgadinho e uma blusinha de crepe semi transparente que super funciona com um biquini por baixo. E, como o sol sempre pode aparecer de repente, levei a minha viseira de palha que ficou estrategicamente penduradinha no short.

 

Mas uma ida a Salvador não seria nada sem um look montado com uma ou outra pecinha estrategicamente roubada do armário da mamãe. Quem nunca?

O look em questão foi perfeito pro jantarzinho numa noite de chuva. Colorido como Salvador, com apenas um cardigãzinho leve pra proteger do vento.

É isso, gente. Agora vou dormir que a semana ainda é cheia e tem muito dia útil pela frente!

Créditos look 1:

Short: Zara
Cinto: C&A
Blusinha: Farm
Óculos: Zero UV
Viseira: Praia do Forte

Créditos look 2:

Calça: Zara
Blusa: Animale
Cardigã: Zara
Bolsa: Louis Vuitton (porque mamãe é fina)

Tags: