Vamos fugir pra Paraty?
24 de setembro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
Não sei se vocês repararam, mas eu tô numa meta ferrenha de aproveitar os finais de semana pra sair um pouco de São Paulo e curtir lugares novos.Eu adoro São Paulo, mas sempre que passo os finais de semana por aqui acabo com a sensação de que fiz tão pouca coisa. Acho que é o fato de estar em casa que acaba dando uma preguiiiiiiiça danada. E, quando você vê, o final de semana passou e você viu muita televisão e levantou pouco da cama. Já tiveram essa sensação?

Pois bem. Esse final de semana foi a ocasião perfeita pra fugir um pouquinho da rotina e pegar a estrada. O destino da vez foi a graciosa Paraty.

Essa é a terceira vez que venho a Paraty e cada dia a cidade parece estar mais linda, cheia de restaurantes e lojas fofas e eventos interessantes. Esse fim de semana mesmo, tava rolando um festival de fotografia, com direito a exposições por toda a cidade e palestras super interessantes na praça principal.

Então, pra começarmos os post, vamos a algumas dicas pra aproveitar a cidade?

– Paraty fez a proeza de se transformar numa cidade de eventos culturais que se estendem ao longo do ano antes de ir, portanto, antes de ir, dê uma olhada aqui pra saber, de antemão, o que vai estar acontecendo na cidade.

– as melhores pousadas para se hospedar ficam no centro histórico, onde não entram carros e dá pra fazer tudo a pé. Eu sempre dou uma olhadinha no Trip Advisor pra pegar dicas boas de pousadas com recomendação de quem já foi. A gente ficou na Pousada do Sandi: fofa, ótima localização, quarto confortável, café da manhã delícia e bom custo-benefício.

– Paraty tem restaurantes sensacionais e já virou uma cidade que atrai turistas justamente por ser um destino gastronômico. Para noites especiais, eu recomendo o Refúgio, que fica logo ali ao lado do porto. Dá pra sentar do lado de fora, tomar um vinho e ver o mar e o movimento das pessoas na orla. Outro que eu tava doidinha pra ir é o Thai Brasil. Tem culinária que combina mais com a beira do mar do que a tailandesa? Tudo a ver com Paraty. Ouvi falar super bem do Tai Brasil e, realmente, o restaurante é lindinho. Infelizmente, ele tava SUPER cheio e a gente não conseguiu sentar. Mas a perda não foi total. Eles vendem diversos ingredientes da culinária tailandesa que são super difíceis de achar por aí e eu saí de lá carregadinha de temperos pra me aventurar em casa.

– ali pertinho de Paraty tem um montão de mini ilhas que abrigam restaurantes gostosos, perfeitos pra passar o dia na beira do mar, tomando uma caipirinha e comendo uma casquinha de siri. A gente passou o domingo no Kontiki. Pra chegar lá, basta ir até o pier no porto e procurar pelo barquinho deles. São 15 minutos até a ilha que é uma lindeza só. Outro que dizem que vale muito à pena é o Restaurante do Hiltinho, mas ele fica um pouquinho mais longe, a 40 minutos de barco também saindo do mesmo pier.

Já deu vontade de ir? Então, vamos às malas? Eu não resisti e levei a calça de azulejo do último post para a viagem. Tem coisa que combina mais com uma cidade fofa histórica do que uma calça capri com estampa de azulejos? E uma blusinha de linho regata? Dá pra ficar mais fresco que isso? Uma trancinha de lado, um lencinho no cabelo e sandalinhas bem barrocas que deixam os dedinhos serem livres e felizes.

E nada de reparar que a blusa tá amassada, hein? Ela veio na mala e eu tava com pressa demais de passear pra ficar passando roupa no quarto do hotel.

Tudo fresco e despretensioso. Tudo com a cara de Paraty.

E você? Pra onde foge nos fins de semana? Me fala pra eu ir também?

Créditos:

Calça: Sandra Z
Blusa: American Apparel
Lenço: presente da mamãe
Sapato: Sollas
Óculos: ZeroUV