Vestida de felicidade. Tem roupa melhor?
2 de outubro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
Quem segue o @mourajo no Instagram não teve como não perceber que eu passei os dois últimos dias em terras cariocas. Foram tantas fotenhas das belezuras da cidade que o povo deve até ter ficado cansado.E, às meninas que comentaram por lá pedindo um guia da cidade nos moldes do que eu fiz aqui para Paraty e Salvador, aguardem e confiem que estarei lá novamente esse final de semana justamente de olho em tesourinhos pra dividir com vocês.

Bem, de volta a São Paulo. Apesar de voltar para a rotina depois de 4 dias fora, preciso confessar que acordei toda animada. Sabe aqueles dias que você acorda feliz à toa? Talvez sejam todos os abraços apertados que eu ganhei ontem dos sobrinhos mais fofos do mundo, talvez tenha sido o sorriso do namorado abrindo a porta de casa quando eu cheguei. Ou talvez seja porque meu corpo se encontra bem no período hormonal que antecede a TPM (eu tenho convicção de que a gente fica mais feliz antes da TPM só pra, quando ela chegar e você começar a chorar à toa, as pessoas te acharem ainda mais bipolar).

Pois é, acordei feliz. E quando a gente acorda feliz tudo parece que dá certo. Em qualquer outro dia você acorda com a cara inchada e os cabelos parecendo a Cameron Diaz em Quem vai ficar com Mary (quem tem franja sabe)? Pois é, feliz você taca um oclão e prende essa franja em dois tempos num topete mára e fica tudo certo.

Aí, em qualquer outro dia você experimenta oito roupas pra depois dizer que, desde que você deu aquela engordadinha, nada no seu armário cabe. Mas, feliz, você bota a primeira combinação que surgiu na mente e fica tchutchuca. Pois é, hoje essa sou eu.

Eu não sei vocês, mas nada pra mim é mais feliz do que uma saia rodada. Você não sorri quando vê uma saia rodada? Você é esquisito. Eu sorrio sempre que vejo uma saia rodada. Se ela não ficar fofa, vai ficar engraçada e todas as duas alternativas geram sorriso. Então hoje tinha que ter saia rodada.

Já que a saia era fofura pura, a ideia era juntar essa fofura toda com um arzinho um pouquinho mais adulto na parte de cima. A solução foi um tricô com fenda nas costas e uma gola com strass que era luxo puro (porque a gente também fica feliz com um tiquinho de brilho, né?)

Por fim, outra coisa que faz feliz? Laço. Laço tem o mesmo efeito de cachorrinho filhote: o efeito “Own”. Tipo “Own que fofo esse laço/filhotinho”. Não faz “Own” quando vê filhotinho ou laço? Você deve estar de TPM. Daí que o sapato tem salto e laço.

E é isso, gente. E, se a semana tá pesada e você não tá com esse sorriso todo (ou, ao contrário de mim, tá no meio da TPM), toma uma musiquinha, que música sempre ajuda, né?

Créditos:

Tricô: Topshop
Saia: Antix
Sapato: Maria Bonita Extra
óculos: Zero UV