A incrível história do vestido que me achou
12 de novembro de 2013 POR Jojo COMENTA AQUI!
O casamento da melhor amiga é aquele dia que a gente se prepara durante meses (anos, talvez?). Física (pra estar linda e fina, à altura dos álbuns de fotos – sim, porque o dia passa, mas as fotos te perseguem por toda a eternidade) e psicologicamente (pra não se acabar de chorar e borrar toda a maquiagem).
Pois bem, esse dia chegou pra mim no domingo passado. Uma das minhas melhores amigas da vida, disse o seu sim. Debaixo do sol da tarde e rodeada por muito verde, a cerimônia foi dessas que tem tudo na medida certa. Sabe quando você não tem um nadica de nada que você mudaria?
Preciso confessar que, na parte de se preparar psicologicamente, eu falhei descaradamente. Foi ver a Gabi entrando de branco, com aquele sorriso que parece maior do que o mundo, que eu senti as lágrimas rolarem descontroladamente bochecha abaixo sucessivamente até o final da cerimônia (sem contar com o momento pico das lágrimas, quando cada um se declarou pro outro – detalhe, eles se conhecem desde os 11 anos de idade – affe, já tô chorando de novo).
Por outro lado, sem modéstia nenhuma, acho que a parte de se preparar fisicamente, foi atingida. Tava me sentindo toda gata e princesa com o longo vermelho que estampa o post de hoje. Mas a história dele é tão boa que acho que vale me estender um pouco aqui.
Eu tô, literalmente, há MESES procurando um vestido pra esse casório. Eu sei, eu tenho longos. Eu sei, eles são legais e eu já usei em vários casamentos. Eu poderia reciclar. Eu sei, eu sei, eu sei. Mas era o casório da Gabi. E a Gabi é a Gabi. E eu precisava estar num outro patamar de belezura pro casamento dessa moça.
Daí eu fui procurar. Foram incontáveis horários de almoço e finais de semana na busca pelo vestido ideal. Tinha dias que eu cansava de tanto experimentar coisa. E cheguei à conclusão que achar um longo chique que seja adequado pra um casamento de dia é mais difícil que ficar de bom humor na TPM. Eu rodei São Paulo INTEIRA. Mas ou era absurdamente caro (ABSURDAMENTE mesmo, assim, com caps lock) ou não chegava a ser nada especial (sabe quando não faz o coração bater forte?).
Tinha dado a causa como perdida. Fiquei desenganada. Voltei pro meu armário tristinha, tentando achar alguma coisa que me empolgasse e… nada.
Mas aí, minha gente, que o destino é bacana com gente que faz. A exatamente uma semana do casório, eu (ainda sem vestido definido) fui almoçar na casa de um casal de amigos. Papo vai, papo vem e eu desabafo com a Fran (amiga dona da casa do almoço em questão) a minha saga do vestido. Falei uns 10 minutos sem parar pra respirar sobre a minha decepção fashionística. Ela se compadeceu, me estendeu uma mão amiga e falou: “Jô, eu tô cheia de vestido aí. As minhas amigas todas casaram e eu tive que arrumar vestido pra ir nesse tantão de casamento. Vamo lá ver se você não gosta de algum.”
E foi assim que, em meio ao desespero, o vestido mais lindo de todos me encontrou. (e eu não gastei um realzinho com ele 🙂

Vai dizer que não é a coisa mais linda, rica, simples e chique desse mundo? E, posso contar um segredo? Esse modelito meio blusado esconde TODAS as gordurinhas chatas.

Eu nunca na vida tinha usado um vestido vermelho. Mas achei que a cor caiu perfeitamente para um casamento no fim da tarde porque ela combinou com o dia, mas fez uma passagem super elegante para a noite sem ficar destoando demais.

Pra completar, apostei em jóias douradas (porque ninguém me tira da cabeça que o vermelho foi feito pro dourado), nada muito chamativo, mas só pra continuar no tom elegante do vestido. E prendi a franja pra ela não me incomodar durante o casório (aquela velha história de ela ficar suada em 5 minutos e você acabar tendo que ficar preocupada em o que fazer com ela o resto da festa).

E, no fim, deu tudo certo. A festa foi linda, a gente se divertiu até as luzes se acenderem e o DJ parar a música e é isso que importa. O vestido é só um detalhezinho (mas um que faz muita diferença :-).

Vestido: Daslu
Pulseira: Sala Design
Brincos: lojinha de jóias no 1º piso do Shopping Leblon que eu esqueci o nome (quem me ajuda?)
Clutch: Accessorize
Tiara: Accessorize
Sapatos: Shoestock