Finalmente Forever
13 de Maio de 2014 POR Jojo COMENTA AQUI!
Eu preciso confessar uma coisa aqui e agora procês: eu ainda não tinha colocado o pé na Forever 21 desde que a loja abriu aqui no Brasil.

Fiquei com muita preguiça de enfrentar uma fila gigantesca pra entrar na loja e ficar lutando com outras pessoas pelas peças nos tamanhos certos. Até porque, se tava fila pra entrar, imagina como não deviam estar os provadores.

A verdade é que eu acho muito estranho essa coisa de ficar horas numa fila esperando pra entrar num lugar pra comprar alguma coisa. Só se tivessem dando dinheiro mesmo, mas não era bem o caso.

Bem, dois meses se passaram e, depois de uma reunião convenientemente localizada ao lado do Shopping Morumbi, resolvi almoçar por lá e ver se, por acaso, a fila quilométrica da inauguração já tinha tomado seu rumo. Juro que ainda tinha uma pequena parte de mim que tinha certeza de que, pelo menos umas 10 pessoas, ainda estariam lá na porta da loja esperando o segurança autorizar a entrada. Mas, para surpresa dessa pequena parte de mim, nada de filas.

Entrei lá. Não tava vazio (eu cheguei meio dia e pouquinho, numa quarta-feira), mas foi enchendo bem enquanto eu tava lá. A loja do Morumbi é bem grande, dois andares, o dobro do tamanho da Zara que fica logo no andar de cima. E tem bastante coisa: uma seção só de básicos, outra só de denim e uma variedade bem legal de acessórios.

Entrei e fui de arara em arara, reconhecendo o novo terreno. Bem calminha, pra formar uma opinião. Como eu já conhecia a Forevis lá de fora do Brasil, já tinha uma opinião formada a palavra seria mais “confirmar” do que “formar” uma opinião.

Olhei muito e tudo. E, de tudo, gostei mesmo de poucas coisas (o bolso agradece). Aí, resolvi faze rum look com as escolhas pra ficar mais fácil de mostrar. Foram três itens, todos expostos no look abaixo:

– 1 short verde militar
– 1 tricô com uma espécie de animal print bem grandona
– 1 boné (sim, eu comprei um boné)

O short é beseem básico. Sem dúvida a minha melhor escolha. Desde que comprei, já usei umas 3 ou 4 vezes. Ele é meio stretch e eu comprei dois números acima do meu pra ficar menos tchutchuca e mais folgadinho, então ele é super confortável. Custou 60 e pouquinhos reais. Não achei barato, mas o custo benefício funcionou.

O tricô foi dessas coisas que você leva pra casa porque já entrou no provador visualizando ele em uma série de looks. Não deu outra, já usei com calça preta, com saia bege. Enfim, infinitas possibilidades (ainda mais agora que o friozinho chegou). Ele foi o item mais caro, custou 100 e pouquinho.

Por fim, o boné foi minha excentricidade gritando mesmo. Eu já queria um boné pra ir pra praia, ou passear, enfim, pra cobrir a cabeça de um jeito prático (bem mais prático que um chapelão anyway). Eles tem vários bonés femininos, mas eu ví o de bolinhas e me encantei. Daí ví que ele custava 10 reais. Levei pro caixa.

A verdade é que confirmei todas as minhas impressões anteriores da Forever: a complicada equação entre quantidade e qualidade. A verdade é que loja tem muita coisa. E, à primeira vista, coisas bem legais. Mas é preciso um olhar cuidadoso pra encontrar os itens mais bem cortados e com um tecido um pouquinho melhor. Eles existem, mas são como jóias em meio às bijus.

Ok, dirão os xiitas, mas tem um monte de loja grande que, além de ter um produto mais ou menos, ainda bota o preço lá em cima. Verdade. Concordo. Tem coisas bem baratinhas na Forevis. Mas tem muita coisa também que tá com preço mais salgadinho. E aí, o exercício de botar na balança tem que partir de você.

Como diria a minha mãe, uma peça que custou 20 reais e você usou uma vez porque depois estragou, custou 20 reais por uso. Já outra que você pagou 100 e você usou 10 vezes, custou 10 reais por uso. Bem mais barato, né?

É isso. Um pouquinho de reflexão para a semana.

Créditos:

Short: Forever 21
Tricô: Forever 21
Bolsa: não lembrooooo
Boné: Forever 21
Botinha: Urban Outfitters