A triste história das fotos que sumiram e a feliz história de amor por Cadaqués
5 de julho de 2014 POR Jojo COMENTA AQUI!
Imagine o pior pesadelo de alguém que está viajando de férias. Não, não estou falando de perder o passaporte. Estou falando de perder as fotos. Pois é, minha gente, aconteceu.Não, não perdemos a câmera (ok, então podia ter sido pior), mas doeu mesmo assim. Eu conto.

Passamos o último dia da nossa curta estadia na Costa Brava em Cadaqués, uma das top 5 cidades mais charmosas que eu já ví na minha vida. Ela fica de frente pro mar, bem escondidinha, protegida por morros de todos os lados. A estradinha que leva a ela é sinuosa, dessas cheias de curvas que você acha que não vão ter fim. Mas todo o esforço pra chegar é recompensado ao avistar o mar rodeado por casinhas brancas.

A cidade é linda mesmo. Tem esse charme mediterrâneo em que tudo parece ser ou azul, ou branco. E, óbvio, a gente aproveitou pra fotografar tudo o que podia. Eu montei um look todo pensado pra ornar com a cidade: com bata branca e pulseira de pedra azul. E ficou tudo lindo.

Eis que voltamos pra casa aqui em Barcelona e, ao descarregar as fotos pro computador… Nada. O cartão de memória simplesmente travou e não conseguimos descarregar nada. Nenhuma fotinha. Elas ainda aparecem na câmera, mas nada passa pro computador. Aliás, se alguém já tiver passado por este problema e souber como resolver, POR FAVOR, me conta? Eu ía ficar bem feliz e agradecida.

Bem, mas como eu e o Neymar (#estamoscomvocê) somos brasileiros e não desistimos nunca, resolvi fotografar com o celular, as fotos no visor da câmera só pra mostrar pra vocês aqui. Conto com a compreensão (e apoio emocional) de todos porque a qualidade das fotos tá bem péssima.

Essa foto foi tirada numa das inúmeras vielinhas da cidade (ladeiras que sobem e descem entre as casinhas brancas com portas azuis). O mais lindo é perceber como, apesar de todas as casas serem brancas, a cidade ser toda colorida de flores. Desses detalhes que fazem a gente ir se apaixonando a cada esquina.

Como eu falei, a ideia do look era ser simples, fresco e deliciosamente mediterrâneo. E engraçado como a simplicidade é chique, né? O namo veio me falar que eu tava com cara de gente rica de férias. Ahahaha

E, como a bata era simplicidade purinha, finalizei o look com toques de azul e prateado na bolsa e nas bijus.

Eu tô muito apaixonada por essa pulseira. Só queria desabafar isso mesmo.

Voltando às fotos, o que me deixou mais chateada dessa história toda, na verdade, não foi perder as fotos do look (que tinham ficado lindonas mesmo), mas perder os registros de um dia tão feliz na minha vida e de uma cidade que vai ficar guardada no meu coração. Por outro lado, talvez isso seja o destino mesmo. Dessa vez vou ter que ser meio Pollyana e dizer que, talvez, o registro perdido só vai servir pra que eu recorde esse dia e esse lugar com mais carinho na minha memória.

Então, só pra fechar o post, fica aqui o meu recado de que, se você vier à Costa Brava, não deixe de passar por Cadaqués. Ah, e não deixe de:

– passear pela praia no fim da tarde
– almoçar no restaurante Compartir (todos os pratos são pra dividir – por isso o nome) e pedir de entradinhas o ovo (é de chorar de emoção) e o ouriço (de comer com os olhos de tão lindo – e gostoso!)
– ir ao Museu Casa Dalí, onde o artista viveu até a morte de sua mulher, Gala
– tomar um chopp no Cassino (bar bem ali na orla). A gente viu o jogo da Bélgica x EUA lá e foi muito divertido

É isso, gente. Para os próximos posts, voltamos à programação normal de fotos com qualidade diretamente aqui de Barcelona.

Créditos do look:
Bata: COS
Pulseira: Colheita
Anel: B.Luxo
Bolsa: H&M
Óculos: Zara