Desbravando a Costa Brava
2 de julho de 2014 POR Jojo COMENTA AQUI!
Cá estou eu te volta pra contar como andam as coisas aqui pela Catalunha. Passamos dois dias em Barcelona, o primeiro, basicamente dedicado ao jogo do Brasil e o segundo reconhecendo a região ali nos entornos do nosso apê (El Born, Barrio Gótico, Ramblas). Em breve conto em mais detalhes sobre as nossas descobertas da cidade.No terceiro dia, acordamos cedinho, alugamos um carro e pegamos a estrada em direção à Costa Brava.   Pra quem nunca ouviu falar nela, a Costa Brava é a região litorânea ao norte de Barcelona, na província de Girona.

A ideia era ir de carro, passeando pela costa e parando nas cidadezinhas mais interessantesa e dormir em Cadaqués, que fica já bem pertinho da França. E foi isso que fizemos. Então, só pra já cortar pros finalmentes, vou logo avisando, estou completamente apaixonada, abobalhada, estrassalhada de amor pela Costa Brava. Pronto, falei. Vamos às razões pelo meu completo abestalhamento:

Tossa de Mar:
Foi a nossa primeira parada. Fica a uma hora e pouquinho de Barcelona. Uma cidade medieval, com direito a castelo e tudo (quem vê Game of Thrones? Juro que Tossa parece Kingslanding) e rodeada por praias e mar azul de tirar o fôlego. Ó um gostinho dela aqui:

 

 

L’Estartit:
Foi uma das descobertas mais lindas de toda a viagem. Fomos pra lá por acaso, simplesmente porque a gente queria mergulhar e lá é o melhor lugar para mergulho de toda a Costa Brava. O mar é azul transparente e as Illes Medes, logo ali na frente de L’Estartit proporciona pontos de mergulho cheios de vida submarina.

O mergulho foi realmente incrível, com cardumes de peixes passando pela gente, meros enormes nadando com a gente e florestas de plantas marinhas verdes e lilazes. Mas a maior surpresa foi passear pela cidade depois do mergulho e se deparar com vistas deslumbrantes da costa de pedras e água cristalina com a ilha ao fundo. Ah! Vale andar até o final da Passeig Molinet (olha a vista que te espera no final na foto aqui embaixo) e almoçar no restaurante Les Salines, ali mesmo (a paella é de emocionar).

Figueres:
Figueres não é linda como as outras cidades mencionadas acima. Mas vale a visita simplesmente por ter sido onde Dalí escolheu construir seu museu. Vale reservar uma tarde pra passar por lá. Ah! E pegue uma visita guiada! Metade da graça está em entender as ideias por trás de cada obra e conhecer um pouco mais do artista. Infelizmente, o museu não disponibiliza audio guias, então, é bom entrar numa turminha com um guia de verdade mesmo (a gente não sabia disso e eu fiquei filando as explicações das turminhas que estavam por lá na mesma hora que a gente #shameonme).

Bem, dois dias e tudo isso aí cumprido na agenda. Ah, look, né? É bom falar disso também. Fiz uma malinha especial (derivada da malona grande) pra vir aqui pra Costa Brava. A escolha foi por peças bem fresquinhas pra ornar com o mediterrâneo.

Look 1: Tossa e Fiqueres

Preciso começar a descrever o look confessando que, mal cheguei em Barcelona e já fui me atracar lá na COS (cês lembram que eu contei dessa loja quando fui pra Berlin?). Pra quem não lembra, a COS é uma marca do grupo H&M, mas que faz roupinhas mais bacanas, com design incrível e preços camaradas (masi carinhas do que a prima H&M, porém com muito mais qualidade). E, desde que entrei na COS lá em Berlim, me apaixonei assim perdidamente. Probleminha é que tem COS em pouquíssimos lugares do mundo. Eles estão expandindo, mas devagarzinho. (pras moças que vem a Barcelona e ficarem interessadas, a daqui fica no Passeig de Gracia).

Pois é, fui lá, experimentei tudo e levei algumas coisinhas. Uma delas é esse shortinho com cara de saia que vocês podem ver no look abaixo. Dessas peças lindas, simples e inteligentes que dão charme e chiquê a qualquer look (e é isso que eu amo na COS). E, como a saia já tava no clima, mantive tudo na simplicidade: camisa listrada pra ficar com cara de balneário, turbante cinza só pra não esculhambar o cabelo no vento forte que sopra por essas bandas e bolsa saco pra caber tudo (inclusive a câmera gigante que eu carrego pra cima e pra baixo).

O toque de ousadia ficou mesmo pra plataforma prateada. Delícia de andar e cheia de personalidade.

Look 2: L’Estartit

Look pós mergulho pra andar pela cidade: conforto, simplicidade e cores pra celebrar o dia lindo que tava fazendo. Optei por um shortinho vermelho e camisa bem larguinha listrada pra completar o clima total navy. Turbante de novo na cabeça porque o vento tava brabo e o meu cabelo tava uma palha com o sal do mar.

E mais uma fotinha só porque eu tô muito in love com essa parede de flores.

 

Amanhã eu termino a Costa Brava contando sobre Cadaqués: a vila mais charmosa de que se tem notícia.

Ah! Quem quiser acompanhar a viagem mais de pertinho, basta seguir o @mourajo no Instagram!

Créditos:

Look 1:
Short saia: COS
Camiseta: Topshop
Sapato: Schutz
Bolsa: acho que é H&M, mas não lembro, vou checar 😉

Look 2:
Short: Forever 21
Camisa: C&A
Turbante: Urban Outfitters
Sapato: Zara