Decoração se faz com menos: o meu papo com Rodrigo Ladeira
6 de Maio de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!
Eu conheci o Casa Aberta pouco depois de alugar o meu apê quarto e sala lá em São Paulo há três anos atrás. O apê era pequeno, mas eu olhava pra ele e via uma tela em branco. Pequenininha, mas minha. Pra eu pintar com as minhas cores, decorar com a minha cara.Comecei a pesquisar um monte de coisas sobre decoração e confesso ter ficado meio frustrada com boa parte das coisas que encontrei. Apartamentos enormes, decorados com verbas que não combinavam em nada com a minha realidade. E, foi nessas andanças em busca de soluções e fornecedores acessíveis, que eu me deparei com o Rô.

O Rodrigo Ladeira passou pela mesma coisa que eu (e boa parte de nós). Saiu da casa da mãe pra um cantinho seu. E, como todo mundo, ele queria que o seu cantinho refletisse um pouco dele mesmo, das coisas que ele gostava. Procurou referências e se frustrou também pela realidade Casa Cor das revistas de decoração. Segundo ele, o melhor lugar pra se inspirar virou o Pinterest. Até que, um belo dia, ele foi na casa de uns amigos e adorou a decor. Pediu pra fotografar pra guardar como um arquivo de inspiração. E assim nasceu o Casa Aberta, um projeto online que mostra casa de pessoas normais, com orçamentos normais, mas que querem que o lugar que a gente chama de casa seja lindo, aconchegante e cheio de personalidade.

Quando entrei no Casa Aberta pela primeira vez, eu me apaixonei. Especialmente pela descrição que o Rodrigo faz das casas, um parágrafo para cada casa, mas cheio um parágrafo cheio de significado. As fotos são um capítulo a parte. O Rodrigo faz questão de falar que ele não é referência em decoração, que não fez faculdade disso nem nada. Mas ô menino com olho bom pra coisa! (algumas das minhas preferidas aqui embaixo).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cada casa escolhida pra aparecer no site tem um charme diferente, uma história. Você vê as fotos e fica imaginando quem mora, o que faz, como recebe os amigos, o que gosta de comer.

Mas, talvez, o mais legal do Casa Aberta seja essa sua capacidade de mostrar pra todo mundo que decoração é pra todo mundo. Que com uma caixa de feira e uns livros bonitos, dá pra fazer uma mesa de centro xuxubiru.

Por tudo isso o Rô foi o meu primeiro convidado numa série de papos em parceria com o Skype chamada “Se faz com menos”. A ideia por trás do projeto é conversar com gente de diversas áreas que, assim como eu tento fazer aqui no UASZ, mostram que com pouco din din a gente consegue fazer coisas bem legais.

Então, sem mais delongas, clica aí que o Rodrigo além de tudo é um fofo.