As peças mais antigas do armário: dia 04
3 de julho de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!

Ontem eu passei o dia fora e não consegui postar o look da nossa semana temática. Portanto, cá estou pra reparar o dano e colocar a nossa semana em dia.Acho que vou começar dizendo que estou completamente apaixonada por esse look. Saí ontem no fim do dia com o boy pra dar uma voltinha e comer uma pizza e queria uma roupa confortável e quentinha (porque a gente ia andar pelo bairro), mas com um certo charme (porque, afinal das contas, a gente também quer ficar gatinha pro boy, né?).

A verdade é que tô usando esse tricô de hoje desde que ele entrou no meu armário (há quatro dias) praticamente sem parar. Eu fiquei tão empolgada de ter encontrado o bichinho largado numa arara de mega liquidação da Gap por 6 doletas e achei ele tão tão tão charmoso e confortável que ando usando até pra ficar em casa.

Daí, ontem, eu já tava com ele quando o boy chegou e falou pra eu me arrumar rapidinho pra gente dar uma volta. Eu já tinha separado o ítem antiguíssimo do dia e ele tava num canto olhando pra mim como quem pergunta: “E aí? Me separou, me deixou aqui no canto e não vai me usar?” Catei o bichinho, olhei pro meu tricô e assimilei que eles combinavam direitinho. Agora só faltavam as calças. Só.

Cheguei a pegar uma calça jeans e aí quem tava embaixo dela no cabide? A calça dourada mais linda desse armário todinho (ok, só tem ela). Pronto, resolvido.

Coisas que eu gostei desse conjunto todo: as modelagens são super amplas, confortáveis e bem casuais, mas o jogo de cores (olha o camelo, minha cor preferida desse inverno ganhando mais um uso aí) e o contraste de texturas elevaram o look a outro nível.

Como tava um ventinho bem frio à noite, acabei incluindo o cachecol bege na composição. O legal é que ele complementou bem as cores do look e ainda tinha uma textura mais grossa que contrastou bem com o tricô.

Por fim, olha ele aí. O meu sapato mais antigo do armário, com uns 8 anos de casa.

Eu confesso, meus sapatos não duram muito. Eu nunca tive carro, ando pra cima e pra baixo, pego ônibus, ando de bicicleta. Os bichinhos sofrem. Mas eu sempre cuidei muito bem desse par (e até o poupei em certas ocasiões), simplesmente porque eu acho ele uma jóia. Delicado, original, feminino e masculino ao mesmo tempo e lindo de morrer. Por mim eles passam a vida comigo e depois vão viver mais um tiquinho nas mãos de mais alguém que os ame tanto quanto eu (quem sabe não deixo de herança pra umas futuras filhotas?).

Créditos:

Calça: C&A
Tricô: Gap
Cachecol: Gap
Sapatos: Maria Bonita Extra
Óculos: Ray Ban na Sunglasshut
Bolsa: Accessorize
Colar: Colheita Especial