5 sites pra vender as peças que você não usa mais
2 de setembro de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!
Sério, eu queria começar dizendo que nenhum blog desse mundo inteiro tem leitoras (e leitores) mais legais do que o UASZ.  Esse lugarzinho digital me enche de orgulho simplesmente por atrair gente como vocês: gente esperta, lúcida, aberta a conversar e discutir coisas importantes.Obrigada por cada compartilhamento e por cada comentário. Por cada amiga tagueada que precisava ler tudo o que tava escrito ali no post. E obrigada às amigas que leram e receberam e assimilaram ou adiscordaram da mensagem de forma tão madura.

Vocês são demais.

Dito isso, recebi muitos emails perguntando sobre os melhores lugares pra vender as roupinhas que a gente não usa mais (aquelas que eu mencionei ontem que tavam perdidas lá no fundo da gaveta e que, pelo visto, muita gente encontrou depois de ler o post). Por isso, aqui vai uma listinha rápida de sites bacanas pra você vender as suas relíquias, fazer a economia girar e ainda ganhar um din din. Por sinal, também são ótimos lugares pra encontrar peças de segunda-mão em ótimo estado e com preços mais acessíveis (a ainda ajudar a pessoa que está vendendo).

1. ENJOEI

Eu nunca escondi a minha descarada admiração pelo Enjoei (não à toa, fui uma das primeiras blogueiras a fazer uma lojinha por lá). E basta dar uma mini pesquisada no universo de sites de compra e venda pra ver que o Enju tá a anos luz de distância do resto. Não tô falando isso só por causa do visual lindo do site, nem das newsletters hilárias que eu tenho o maior prazer em abrir diariamente (coisa rara nos dias de hoje, né?). Os caras ainda por cima tem uma curadoria sensacional (ou seja, você não fica passando páginas e páginas de coisa velha até chegar em alguma que preste). Por fim, a experiência de compra é fácil, rápida e super prática.

VANTAGENS PRA QUEM VENDE:

FACILIDADE: o processo de criar a sua lojinha é completamente virtual e super fácil.

PRATICIDADE: se você preferir dá pra fazer tudo pelo celular. Basta baixar o aplicativo do Enjoei. Dá inclusive pra tirar fotos dos seus produtos com o próprio celular e subir na sua lojinha direto pelo aplicativo.

PREÇO: a experiência de compra no site é tão gostosa e as peças são tão bem escolhidas que muita gente acaba não se importando de pagar um pouco mais pelas peças do que pagaria em um brechó normal. Lógico, não é pra querer lucrar a qualquer custo, a ideia aqui não é essa, mas precifique a sua peça de acordo com o que você acha que ela vale, nem mais, nem menos. Lembre-se de que ela é usada, portanto seu valor provavelmente deve ser abaixo do que o valor que você pagou por ela (a não ser que seja uma relíquia, raridade ou algo do gênero).

SEGUIDORES E LIKES: pessoas que curtem o estilo das suas peças podem seguir você e receber notificações quando coisas novas entrarem na sua loja. Além disso, as pessoas podem dar um Yeah Yeah nas peças que elas mais gostarem e isso acaba dando mais destaque ao item.

DESTAQUE: se a sua foto for bacana e o produto for legal, há sempre a possibilidade dele entrar numa das newsletters (o que pode representar mais seguidores para a sua lojinha e, consequentemente, mais vendas pra você).

2. EBAY

Entre os grandes, o eBay é definitivamente o meu preferido. O site é fácil de navegar, as informações são claras e algumas abas ajudam muito na hora das pesquisas. Eu particularmente adoro a “Designer Collaborations”, em que eles separam peças de diversas parcerias entre designers e  redes de fast fashion (incluindo a coleção da Isabel Marant para H&M que é super linda).

VANTAGENS PARA QUEM VENDE:

FACILIDADE: assim como no Enju, se cadastrar e começar a vender é super fácil.

PRATICIDADE: o eBay também tem aplicativo e você pode cadastrar todos os seus ítens através dele.

LEILÃO: se você não está muito certo do valor que pode conseguir pela sua peça, basta cadastrá-la no modo leilão. As pessoas vão lá e dão suas ofertas.

SEGUIDORES: sim! Também dá pra seguir as lojas que você mais curte, porém, a dinâmica não é tão bacana quanto a do Enjoei.

GANHAR O MUNDO: o site é global, ou seja, você pode vender suas coisinhas pra gente do mundo todo.

3. VIDE DRESSING

Ao contrário dos anteriores, o Vide Dressing é um site de compra e venda focado exclusivamente em moda. E isso faz muita diferença, especialmente no que diz respeito à curadoria e produção de conteúdo. Os caras realmente entendem de moda e sabem o que tão fazendo.

Pra começar, toda semana a equipe de estilo do site faz uma seleção de itens à venda que estão em sintonia com as principais tendências, justamente pra provar que comprar coisa usada não significa estar fora de moda.

Outra coisa muito bacana é que eles não vendem nada pirata. Todas as peças de marca passam por um processo de autenticação gratuito feito por uma equipe de especialistas. Isso é um super diferencial com relação a sites como eBay e Amazon em que você nunca sabe se está comprando gato por lebre.

VANTAGENS PARA QUEM VENDE:

FACILIDADE: super fácil de se cadastrar e começar a vender

PRATICIDADE: também tem aplicativo e dá pra fazer tudinho por ele.

VENDA PREMIUM: um dos grandes atrativos do site é a seleção de marcas, especialmente as mais premium (a mais ralézinha que você vai encontrar por lá é a Zara). Isso quer dizer que é um lugar que atrai gente que está buscando uma peça mais bacanuda e está disposta a pagar por ela (ao contrário dos outros sites de compra e venda onde a maior parte das pessoas está procurando ítens mais baratos). Portanto, se você tem uma peça mais cara que está querendo se desfazer, provavelmente vai ser mais fácil encontrar um comprador por aqui do que nos e-Bay’s da vida.

GLOBAL: de novo, a vantagem aqui é vender pra gente do mundo todo.

4. PEGUEI BODE

O Peguei Bode é um brechó virtual brasileiro com foco em compra e venda de peças de luxo. Eles se dizem o maior site do gênero no Brasil, mas a coisa toda ainda tem cara de uma empreitada pequena, quase amadora. Segundo a própria descrição, é um ambiente onde “amigas compram de amigas”.

Dito isso, o Peguei Bode oferece uma boa variedade de peças, especialmente bolsas, de marcas como Chanel, Prada, Dior e por aí vai. Claro que nada é barato. É possível encontrar peças de mais de 10 mil reais à venda, mas o site oferece garantia de “um produto original e em bom estado).

VANTAGENS PRA QUEM VENDE:

VENDA PREMIUM: esse talvez seja um dos poucos lugares onde você pode vender aquela sua bolsa caríssima.

5. BRESHOP

O Breshop é bem menorzinho e mais simples do que boa parte dos que a gente mencionou aqui em cima. Dito isso, mesmo assim ele tem boa variedade e é fácil de navegar. Pra quem quer comprar, a vantagem é que a tendência é encontrar coisas com preços mais atrativos do que nos demais sites. Além disso, o Breshop ainda tem uma aba fixa de liquidação.

VANTAGENS PRA QUEM VENDE:

VENDER EM VÁRIAS FRENTES: pra quem tá vendendo, quanto mais possibilidade de encontrar alguém que queira o que você quer, melhor. O Breshop não tem como competir com os grandões, mas ele acaba sendo mais uma opção pra você fazer as suas coisinhas encontrarem compradores. Como já dizia o velho ditado: não bote todos os ovinhos numa única cesta.

Pronto! Agora é catar a velharia das gavetas e fazer um dindin!

Se vocês tiverem mais dicas de sites que gostam e usam, deixa aqui nos comentários!