Alimentos pro pensamento: maternidade, atitude, consciência e prioridades
15 de setembro de 2015 POR Jojo COMENTA AQUI!
Queria começar pedindo desculpas pela falta de posts desde Domingo! Agora que sou blogueira fulltime tenho tentado cada vez mais postar conteúdo sempre e fiquei com a consciência pesada de não aparecer por aqui nesses dois dias.

A verdade é que eu não tava de preguiça não. O negócio é que estou a todo vapor aqui preparando novidades do blog e, por conta de questões técnicas, tive que ficar esse tempinho sem postar.
Essa semana ainda vocês já vão ver as tais novidades por aqui, mas, enquanto elas não vem, cá estou eu batendo ponto e tirando o atraso.
Semana passada eu vi um monte de coisa legal por aí e, apesar do domingão ter passado sem post, eu não queria deixar de propagar as minhas inspirações por aí. Então, aqui vão elas.SOBRE REFUGIADOS E O QUE SE LEVA NA MALA

Me emocionei com essa série de retratos que mostra o que os refugiados de guerra levam em suas malas/bolsas/mochilas quando fogem de seus países em busca de abrigo e paz em outras terras. Quando sobreviver e garantir a sobrevivência de quem se ama é tudo o que importa que a gente percebe quão pouco valem as coisas que a gente carrega com a gente pelo caminho. Lição de vida, nível máximo.

 

SOBRE COMPRAR BEM

Adorei esse post no Modices com dicas bem práticas praquele momento em que você realmente precisa comprar uma roupa nova. Bem no estilo daquele nosso post sobre consciência fashion, a ideia é tornar o processo mais eficiente e consciente, evitando desperdícios e arrependimentos.

Amei especialmente a ideia de tirar um tempo e vestir as suas roupas preferidas (essas que você já tem dentro do armário) antes de sair comprando novas. Primeiro porque isso vai te trazer uma sensação de saciedade daquela vontade de comprar novidades e segundo porque vai te ajudar a entender o que você realmente curte, que roupas combinam realmente com o seu estilo e, por consequência, o que você deveria estar buscando ao comprar uma nova.

 

SOBRE O GOOGLE ESTAR FAZENDO UM TROÇO MUITO LEGAL
O projeto Made with Code do Google foi lançado no meio do ano passado, mas só agora que eu descobri. Eu sei que o blog deveria apresentar coisas novas, mas se eu só ouvi falar sobre isso agora, talvez algumas de vocês também não conheçam.
A ideia  é incentivar meninas a se interessarem por ciência da computação, mais especificamente por codificação, uma área de importância absurda e que vem crescendo a cada ano.
Apesar da relevância, computação ainda é uma área massivamente dominada por homens. O Google quer mudar isso incentivando meninas, desde cedo, a se interessarem pelas ciências e a perceberem o quão pooderoso pode ser o conhecimento sobre codificação.
Entre as diversas iniciativas do projeto, uma delas me chamou a atenção. Através do site da campanha, meninas de todas as partes do mundo podiam colaborar com o design de um vestido tecnológico da coleção do estilista Zac Posen. Através de uma plataforma super fácil de usar, era possivel criar animações que seriam replicadas em led no vestido.
O site ainda está no ar a todo vapor e cheio de outras iniciativas bacanas. Vale olhar e se inspirar.SOBRE EXERCER A MATERNIDADE

Por mais que a gente lute contra todos esses pré-julgamentos que a sociedade ainda impõe às mulheres, um deles ainda me parece especialmente enraizado: aquele que se abate sobre mulheres que optam por não ter filhos.

Achei bem interessante esse ponto de vista da Kim Cattrall (mais conhecida como a Samantha do Sex and the City). Power woman assumida, Kim já foi casada três vezes e optou por não ter filhos biológicos, mas, segundo ela, isso não quer dizer que ela não tenha encontrado outras formas de exercer seu lado mais maternal.

O mais louco é que, se tratando desse assunto especificamente, eu percebo que boa parte do preconceito vem de nós mesmas, mulheres que não conseguem entender a opção alheia de abrir mão da maternidade no sentido mais literal da palavra.

Eu tenho uma super amiga que não quer ter filhos e a gente já conversou muito a respeito do assunto. Segundo ela, seu lado maternal é plenamente preenchido por sua cadelinha, a Filó. A verdade é que essa palavra tem ampliado cada vez mais seu significado. E, no fim das contas, é o que ela significa pra cada uma de nós que conta.

SOBRE TER ATITUDE (EM QUALQUER IDADE)

Eu tô simplesmente apaixonada por esse Instagram. Helen Van Winkle tem 86 anos. Com a ajuda de seus netos e bisnetos, Helen postou sua primeira foto no Instagram em abril do ano passado. Hoje, pouco mais de um ano depois, Baddie, como é conhecida na rede social, tem mais de 1.5 milhão de seguidores, esteve no VMA e praticamente virou melhor amiga da Miley Cyrus.

O segredo de seu sucesso é seu bom humor, seu jeito jovial e sua alegria de viver. E, lógico, seus looks maravilhosamente coloridos e divertidos.