A Vogue decretou: tá na hora de trocar os seus peitos por um modelo menor
4 de novembro de 2016 POR Jojo COMENTA AQUI!

Juro que tô começando a pensar em colocar mais um tem no menu aqui do blog (esse aí de cima) só pra ficar mais fácil de encontrar todas as vezes que eu encontrei alguma matéria bizarra nas páginas da Vogue.

Depois da coluna sobre como fazer a “Caminhada da Vergonha” com estilo (que a gente comentou aqui), essa semana dei de cara com uma matéria da edição de Novembro da Vogue americana decretando: peitos estão fora de moda.

Não, você não leu errado. Eu disse peitos. Seios. Manja? P-E-I-T-O-S. Pois é, saíram de moda. Se você tem seios mais pro lados dos avantajados, saiba: você está out.  Agora entramos na era dos peitinhos discretos.

E quem tem peitão, Jô? Faz o que?

Pois é, gente. Aí vamo tá tendo que perguntar pro pessoal da Vogue porque até onde eu sei peito não é um troço descartável que a compra ali na C&A, usa hoje e troca por outro amanhã.

Entitulado “Procura-se desesperadamente um decote” o artigo que eu me recuso a chamar de jornalístico começa assim:

“O decote – esse espaço magnífico com duas montanhas unidas para expressar empoderamento sexual, seduzir, inspirar luxúria ou apenas para se exibir – está fora de moda, ou no mínimo, está dando um bem merecido tempo fora dos holofotes. Sim, as tetas não estarão expostas para os meninos nessa temporada. Ou pra quem quer que seja.”

O artigo ainda segue afirmando que a tendência tem muito a ver com o aumento de comentários masculinos de mau gosto em redes sociais nas fotos em que peitos femininos aparecem mais expostos.

peitos5

Eu poderia parar por aqui porque a verdade é que essa história é tão surreal que eu acho que vocês já devem estar tão revoltadas quanto eu e essa era mesmo a minha intenção com esse post. Mas eu tô tão revoltada que eu não vou conseguir me conter.

Pra começar, num momento em que a gente luta contra a objetificação da sexualidade feminina, mostrando que a mulher não é só um corpo e que este corpo não está à disposição dos homens nem existe meramente para entretê-los ou satisfazê-los, ler que peitos estão aí pra seduzir e inspirar luxúria é simplesmente revoltante.

Mas vamos adiante ao meu principal ponto:

Serião, a moda precisa parar com urgência de fazer a gente se sentir uma merda com a gente mesma.

Não basta que os nossos armários sejam inadequados, nossos corpos também tem que passar pelo escrutínio de uma indústria que está cagando pro nosso bem estar. Gordas demais, baixas demais, com peitos antes pequenos demais, agora grandes demais, com cabelos cacheados demais, ou finos demais, ou sem volume demais, ou castanhos demais. E tentar se adequar ao “padrão” é uma luta perdida: basta alcançar o tal padrão pra que ele rapidamente mude para o oposto. E lá estaremos nós, inadequadas novamente.

A verdade é que estaremos sempre inadequadas aos olhos da grande moda porque se sentir bem e plena, feliz consigo mesma, não dá dinheiro, não vende revista, não reverte em grana pros anunciantes.

Por isso, meninas, a luta por auto-aceitação tem que ser nossa guerrilha particular. Travada nas ruas, nos bares, nas redes sociais, nos encontros com as amigas. Precisamos ser nossas maiores defensoras. Precisamos nos apoiar, nos elogiar, nos jogar pra cima e nos amar umas às outras. É nóis por nóis, meninas. Porque, pelo visto, ninguém vai fazer isso pela gente não.

Só pra finalizar: seus peitos são lindos. Do tamanho e do jeito que eles são.

peitos3