Como sobreviver com um armário pequeno?
29 de junho de 2017 POR Jojo COMENTA AQUI!

Esse post é pra você que já se deparou aí na web vídeos de blogueiras mostrando closets “humildes” e passou a achar que todo armário de blogueira tem gavetas de 2 metros só para óculos escuros. Pois eu me sinto na obrigação de te falar que a realidade é bem diferente disso tudo aí.

A verdade é que se eu resolvesse fazer um vídeo tour do meu armário ele não duraria mais do que dois minutos. Quer ver?

Screen Shot 2017-06-29 at 21.11.59

Tcharaaaaaam. Esse é o meu armário, minha gente. O armário que, diga-se de passagem, eu DIVIDO com o maridão. Ok, eu admito que fico com a maior parte do espaço (graças a Deus, o homi é muito econômico), mas mesmo assim, estamos falando de três portas pra duas pessoas. E eis que você me pergunta: Jojô, como que faz?

Eu confesso que a minha vida não foi sempre assim. No Brasil, eu tinha um closet bem generoso, com espaço suficiente pra todas as minhas roupas e uma quantidade boa de gavetas pra organizar tudo (a gaveta de óculos não tinha dois metros, mas existia :-). Mas, a cada mudança de país, você se vê obrigada a olhar pro que você tem e se perguntar: quero levar isso comigo na mala? Vale a pena mesmo? E nesse processo o meu armário foi ficando mais enxuto, mais funcional, mais consciente.

Mesmo assim, chegar aqui em Londres e dar de cara com esse armário foi um choque. Apesar de lindo e antiguinho, ele realmente tinha muito menos espaço do que os meus armários anteriores. E o pior: numa cidade com estações super demarcadas que te obrigam a ter roupas bem variadas ao longo do ano.

Então como faz? Como faz pra fazer caber num espaço tão pequeno os casacões e tricôs de inverno e os shortinhos e sandalinhas de verão? Bora pra essas dicas aí?

1. PRATIQUE O DESAPEGO

Com um armário pequeno, cada coisa tem que valer por 10. Não dá pra ficar apegada àquelas peças que você não usa nunca. Pra ocupar um espacinho precioso no seu armário, tem que ser uma peça muito amada, muito versátil e muito útil. Algumas perguntinhas pra se fazer nesse processo de desapego:

Você usou essa peça no último ano?

Você consegue montar pelo menos 5 looks bem diferentes usando essa peça?

Você tem alguma peça semelhante no armário?

Seja crítica consigo mesma e pratique o desapego. Com um armário pequeno, cada centímetro conta!

2. INVENTE ESPAÇOS ALTERNATIVOS

Eu ia amar ser uma daquelas pessoas mega focadas que fazem armário cápsula com 20 peças pro ano todo. Mas vamos falar a verdade? Não sou não. Desapego o máximo que consigo, compro bem menos do que comprava antes e uso bastante as minhas roupas, mas não cheguei nesse nível ainda.

Entonces, sim, eu tenho mais coisas do que cabem nesse pequeno armário de três portas. O que eu faço? Invento espaços alternativos que complementam a ausência de espaço no armário. No meu caso, trata-se de uma sapateira e uma arara de roupas pequena.

Um dos grandes problemas desse meu armário retrô lindo é que tem muito pouco espaço pra pendurar roupas no cabide. Então a arara foi uma solução baratinha (comprei a minha na Amazon por 19 libras) e que ajuda pra caramba.

3. FAÇA UM RODÍZIO DAS PEÇAS

Como eu já falei algumas vezes, as estações do ano aqui em Londres são muito diferentes. No inverno fica frio MESMO. E no verão fica bem mais quente. A consequência disso é que você acaba usando peças MUITO diferentes em cada estação do ano. Entonces, não faz sentido ficar ocupando espaço precioso do armário com o seu sobretudo super pesado e volumoso quando tá fazendo 30 graus lá fora.

A minha solução? Fazer um rodízio das peças. A cada mudança de estação eu tiro um dia pra “trocar” de armário. Guardo todas as coisas da estação anterior que não vão ter mais utilidade nos próximos meses e desempacoto o que tava guardado e agora vai começar a ser útil de novo.

Como a minha residência aqui em Londres é pequenininha, a gente comprou uma cama baú justamente pra isso. Só vale ficar bem ligada na forma de armazenar essa peças pra não deixar que elas estraguem. É importante lavar e secar BEM as peças antes de guardá-las. E vale investir em capas de TNT branco, um material que permite que a peça fique arejada e não crie mofo.

4. SEJA MAIS ORGANIZADA

Eu sou a maior bagunceira de que se tem notícia. Mas a verdade é que armário pequeno exige organização. Com mais espaço você consegue se dar o luxo de largar as coisas de qualquer jeito porque tudo cabe. Com armário pequeno, cada centímetro faz diferença e bagunça só ocupa mais espaço.

Uma coisa que ajuda muito nesse processo de ser mais organizada é planejar os looks com antecedência. Eu não sei vocês, mas a hora que eu mais faço zona é quando tenho que me arrumar correndo. Testo vários looks e não tenho paciência de guardar tudo de novo bonitinho, então acaba ficando tudo jogado e ocupando espaço.

Planeje os looks com antecedência pra dar tempo de deixar tudo arrumadinho como tava antes.

5. CUIDE MUITO BEM DO QUE VOCÊ TEM

Essa dica vale sempre, né minha gente? Mas pra quem tem armário pequeno, cuidar das roupas que a gente tem é ESSENCIAL. Cada peça que tá ali dentro vale muito e tem que durar.

Ler com bastante atenção as etiquetas com instruções de lavagem é o primeiro passo. E, lógico, pra manter as roupas mais macias e muito perfumadas a dica é apostar em Downy, um amaciante concentrado que deixa as roupas muito mais perfumadas com menos custo por lavagem (já que você só precisa usar meia tampinha de produto por lavagem).

É isso, minha gente! Fazendo #EscolhasInteligentes, dá pra gente viver feliz da vida com um armário pequeno, fazendo muito mais com menos.